Nacional

Carrinho de compras: Reforma dos móveis do Senado Federal custará R$ 125 mil

Carrinho de compras: Reforma dos móveis do Senado Federal custará R$ 125 mil
Carrinho de compras: Reforma dos móveis do Senado Federal custará R$ 125 mil

Para manter os móveis do Senado Federal sempre em “bom estado”, a Casa usará R$ 125 mil para a reforma da mobília e dos estofados. O contrato inclui o fornecimento de materiais necessários para o serviço.

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios não ficará atrás na manutenção. A limpeza da piscina da residência oficial da Corte custará R$ 3 mil. A piscina está localizada no Setor Habitacional Individual Sul, em Brasília. O contrato do serviço vai até agosto deste ano.

Iphone
A Câmara dos Deputados gastará R$ 19,9 mil na compra de 48 unidade do Iphone, modelo 5S, da marca Apple. Os celulares devem ser usados para uso profissional das autoridades.

Carros
Com os parlamentares de volta à ativa, o Senado Federal já garantiu a movimentação das autoridades. Cerca de R$ 375 mil serão desembolsados em serviços de locação de veículos para os deslocamentos dos senadores no Distrito Federal. O valor não inclui o combustível e o motorista. Outros veículos a serem locados pelo órgão são 12 sedans com motor 1.6 e 24 viaturas policiais do tipo caminhonete, por R$ 189,3 mil. Metade das caminhonetes terão cabines duplas.

Enquanto isso, o Grupamento de Apoio de Brasília gastará com manutenção dos carros do órgão. A contratação de empresa para a lavagem e polimento dos veículos custará R$ 30,6 mil.

Necessidades
Como todos os militares precisam se manter no “padrão” do Exército, eles devem estar com a barba sempre bem feita. Para garantir isso, o VI Comando Aéreo Regional adquirirá 637 caixas com lâminas de barbear por R$ 1,5 mil. Cada caixa vem com cinco lâminas da marca Laser.

Já o II Comando Aéreo Regional aplicará recursos em favor do pelotão dos cães de guerra. O órgão comprará 70 pacotes de ração para cão adulto ao custo de R$ 7,5 mil. A ração deverá pertencer a categoria super premium do fabricante e estar registrada no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Tudo OK!
O levantamento é do portal Contas Abertas. A publicação ressalta que, a princípio, não existe nenhuma ilegalidade nem irregularidade neste tipo de gasto feito pela União e que o eventual cancelamento de tais empenhos certamente não ajudaria, por exemplo, na manutenção do superávit do governo ou em uma redução significativa de despesas.

A intenção de publicar essas aquisições é popularizar a discussão em torno dos gastos públicos junto ao cidadão comum, no intuito de aumentar a transparência e o controle social, além de mostrar que a Administração Pública também possui, além de contas complexas, despesas curiosas.

Com informações do portal Contas Abertas


Curtir: