Nacional

Carrinho de Compras: STF contrata empresa de dedetização, desratização e descupinização

Carrinho de Compras: STF contrata empresa de dedetização, desratização e descupinização

Com uma lista cheia de políticos corruptos para julgar, o Supremo Tribunal Federal (STF) não quer saber de mais sujeira para limpar por lá. A Suprema Corte vai destinar R$ 1,9 mil para a prestação de serviços de dedetização, desratização, descupinização e combate a escorpiões e aracnídeos nas dependências do Tribunal.

O levantamento é do portal Contas Abertas. 

Impermeabilização
O Senado Federal reservou R$ 182,9 mil para a prestação continuada de serviços de manutenção preventiva e corretiva dos sistemas de impermeabilização e de cobertura do Complexo Arquitetônico do Senado Federal no Distrito Federal.

O valor inclui o fornecimento de todos os materiais necessários ao serviço e também a mão de obra. Os serviços de manutenção abrangem a construção, reparo e substituição de barreiras físicas que impedem a infiltração de água para dentro nos edifícios do Senado.

Copos
A Presidência da República, por sua vez, empenhou R$ 13,7 mil para copos biodegradáveis descartáveis de 200 ml para água. Os copos são confeccionados em fibra de cana de açúcar, Produto de alta qualidade e resistência, biodegradável, 100% de fonte renovável. As unidades degradam-se completamente em 90 dias, podendo ser descartado juntamente com o lixo orgânico.

Mas nem só de copos sustentáveis vive a Presidência. Cerca de R$ 6,6 mil serão destinados para a compra de copos de plástico descartáveis de 200 ml para água. Os copos são em polipropileno na cor branca e atóxico.

Guardanapos
A Presidência também empenhou R$ 1,4 mil para a aquisição de 500 pacotes de guardanapos de papel de folha dupla. O papel é absorvente, de alta qualidade, 100% fibras celulósicas, cor branca. Cada embalagem possui 50 unidades. Já o STF não ficou atrás e reservou R$ 2,1 mil para a compra de 1.650 pacotes de 50 unidades cada de guardanapos de papel não reciclados, macios, com absorção instantânea de líquidos 100% celulose, não perecível, cor branca, folhas simples, medindo 33 cm de comprimento x 30 cm de largura, em pacotes com 50 unidades.

Mais utensílios
A Presidência da República ainda reservou R$ 80,00 para a compra de 1 mil bandejas rasas de isopor da marca Copobras. Outros R$ 8,1 mil foram reservados para a compra de 540 mil unidades de toalha de papel, em material 100 fibra celulose virgem, comprimento de 22 cm, largura de 20 cm, cor branca e biodegradável.

Higiene
A Presidência também reservou 172 sabonetes perfumados com hidratante, 800 frascos de álcool etílico para limpeza e 204 repelentes em forma farmacêutica aerossol. Ao todo, os itens custaram R$ 4,3 mil aos cofres públicos.

Tudo OK!?
O levantamento é do portal Contas Abertas. A publicação ressalta que, em princípio, não existe nenhuma ilegalidade nem irregularidade neste tipo de gasto feito pela União e que o eventual cancelamento de tais empenhos certamente não ajudaria, por exemplo, na manutenção do superávit do governo ou em uma redução significativa de despesas.

A intenção de publicar essas aquisições é popularizar a discussão em torno dos gastos públicos junto ao cidadão comum, no intuito de aumentar a transparência e o controle social, além de mostrar que a Administração Pública também possui, além de contas complexas, despesas curiosas.

Com informações do portal Contas Abertas


Curtir: