Ceará
Atualizado em: 07/09/2011 - 6:49 pm

Flagrante da superlotação no HGF em 30.09.2010 / Reprodução TV Jangadeiro

O governo do Ceará é um dos estados cuja aplicação de recursos na Saúde é menor do que determina a Constituição Federal. É o que informa reportagem do jornal O Globo desta quarta-feira (7), baseada em informações do Ministério da Saúde, relativas aos anos de 2008 e 2009.

A Emenda Constitucional 29, em vigor desde 13 de setembro de 2000, define que os estados devem gastar 12% de suas receitas em Saúde, enquanto os municípios devem aplicar 15%. O Ceará, de acordo com a matéria, investe apenas 9,84%. Outros 12 estados também não aplicam o valor legal: Santa Catarina (11,74% da receita), Mato Grosso (11,28%), Paraíba (11,25%), Alagoas (10,77%), Rio de Janeiro (10,75%), Espírito Santo (10,39%), Maranhão (9,86%), Paraná (9,84%), Goiás (9,51%), Piauí (9,01%), Minas Gerais (8,85%) e Rio Grande do Sul (4,37%).

Maquiagem
Para tentar driblar a legislação, de acordo com o levantamento junto ao Ministério da Saúde, esses estados, incluindo o Ceará, maquiariam os números, contabilizando despesas com servidores, aposentadorias, e até gastos com merenda escolar. Só assim conseguiram apresentar números para afirmar que cumprem o percentual exigido por lei.

Leia mais: Quem paga a Conta? Cid Gomes se diz fiel escudeiro de Dilma na luta por criação de imposto para saúde  

Para ler a matéria completa no O Globo, clique aqui.

Siga-nos e curta-nos:
RSS
Follow by Email
Twitter
Visit Us
Follow Me