Ceará

Cearense recebe prêmio por contribuir com a promoção dos Direitos Humanos

Rita Gomes contribui com educação de índios e quilombolas (Foto: Divulgação)

A ativista Rita Gomes do Nascimento participa da entrega do Prêmio Direitos Humanos, nesta sexta-feira (9), em Brasília-DF. A indígena pertence ao grupo Potyguara de Crateús, na região dos Inhamuns, e será premiada pela contribuição à sociedade na categoria Educação em Direitos Humanos.

A cerimônia antecede o Dia Internacional dos Direitos Humanos, que será comemorado neste sábado (10), aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, promulgada pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1948.

O evento conta com a presença da presidente Dilma Rousseff e tem como principal homenageada a juíza Patrícia Acioli, do Rio de Janeiro, morta pelo crime organizado.

Ativista
Rita Gomes iniciou a militância nas pastorais da Criança, Juventude, Saúde, Indígena e em movimentos de organização dos bairros, na década de 1980.

Atualmente, ela é conselheira da Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação (SNE), principalmente desenvolvendo projetos em prol de comunidades indígenas e quilombolas.

Leia mais:
Povos “Tapeba” divulgam tradição e cultura indígenas
Lula regularizou 400% menos terras quilombolas do que FHC
Assinado convênio para comunidades quilombolas

Redação Jangadeiro Online, com informações da Agência Brasil