Protesto

“Chega de tanta mentira, de tanta corrupção”, diz Aécio ao participar de protesto

"Chega de tanta mentira, de tanta corrupção", diz Aécio ao participar de protesto
“Chega de tanta mentira, de tanta corrupção”, diz Aécio ao participar de protesto

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) participou neste domingo, 16 de agosto, do protesto contra a presidente Dilma Rousseff na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte. Em breve discurso, feito sobre um dos carros de som, Aécio disse “chega” às mentiras, à corrupção e ao desprezo aos brasileiros.

“Chega de tanta mentira, de tanta corrupção, de tanto desprezo aos brasileiros. Vamos estar sempre juntos, porque o meu partido é o Brasil”, disse Aécio, que é presidente nacional do PSDB.

“Indignando”
Em entrevista antes de subir no caminhão de som , ele disse ter ido à Praça da Liberdade como cidadão “participar deste momento extraordinário da vida brasileira”. O parlamentar disse ainda estar “indignado com a mentira, com a corrupção, com a incompetência desse governo”.

Crise
Aécio citou algumas questões da crise como os juros altos, corrupção, alta taxa de inflação como “uma obra de um governo que não prioriza os interesse do País, mas seus próprios interesses de manutenção do poder”. Ele ainda comentou que o Brasil vai encontrar seu caminho com a força de sua gente não importando o tamanho da manifestação. “Vamos superar as dificuldades. O Brasil é mais forte que isso. Só não sei se é esse governo que vai conseguir superar as dificuldades”, afirmou.

Sucessão
Questionado se ele vai se candidatar, caso haja saída de Dilma, em novas eleições, Aécio disse que candidatura não é projeto pessoal. “Eu tenho muita disposição de impedir que esse governo continue fazendo tanto mal aos brasileiros”, falou. Aécio também defendeu as instituições brasileiras que, conforme ele, não deve agir de forma constrangida pelo governo federal e têm que exercer seu papal com equilíbrio e isenção.

Participação
O senador mineiro chegou à Praça da Liberdade por volta das 11h30 e subiu duas vezes nos carros de som. Na primeira vez cantou o Hino Nacional com um exemplar da Constituição nas mãos, dizendo que o Brasil despertou e que “o meu partido é o Brasil”.

Na segunda vez, se disse emocionado de ver no coração de Minas Gerais o povo na rua. Disse também que será o povo que vai tirar o Brasil da crise. Andou em volta da praça cumprimentando o povo e foi muito aplaudido e ouviu gritos de “Aécio presidente” .Aécio estava acompanhado de dirigentes do partido em Minas como o deputado estadual João Leite e o deputado federal Marcus Pestana. Também o acompanhava o presidente do diretório estadual do PSDB, Domingos Sávio.

Com informações do Estadão


Curtir: