Fortaleza

CIC propõe novo Plano Diretor em conversa com prefeito eleito; Roberto Cláudio fala em criar Secretaria de Obras

Roberto Cláudio com a presidente do CIC, Nicolle Barbosa

Unir a cidade de Fortaleza e deixar no passado as disputas e refregas. Foi esse o compromisso assumido pelo  prefeito eleito de Fortaleza Roberto Cláudio, durante reunião com setor produtivo do Estado, na noite de segunda-feira (10). O encontro atendeu ao convite do Centro industrial do Ceará (CIC). “Nós somos uma só gente, compartilhamos de problemas comuns”, afirmou RC para a plateia formada por empresários, industriais, lideranças classistas e imprensa, que lotou o auditório Waldyr Diogo, na Casa da Indústria.

Livro
Em mais de duas horas de reunião, Roberto Cláudio ouviu sugestões do empresariado cearense e recebeu do CIC, por meio do empresário Beto Studart, o livro “Fortaleza – Cidade e Economia”, que apresenta uma abordagem técnica, jurídica e eleitoral relacionados com o desenvolvimento da cidade e a natureza do Poder Municipal.

A obra, lançada pelo Centro industrial e outubro último, apresenta estudos desenvolvidos por especialistas em urbanidade e traz manifestação de todos os candidatos a prefeito da Capital nas eleições deste ano.

Diálogo
Para a presidente do CIC, Nicolle Barbosa, o evento marca a possibilidade de reabertura do diálogo da Prefeitura com o setor produtivo. Em seu discurso, Nicolle defendeu a criação e operacionalização de um Plano Diretor de Desenvolvimento Sustentável, com poder de influência e harmonização sobre as ações de diferentes dimensões da cidade (urbanística, social, econômica e ambiental). “Diferenciando-se assim do que se propõe do atual plano diretor quando apenas tenta disciplinar a construção civil”, argumenta.

Plano
O novo plano diretor, conforme a presidente do CIC, deve estabelecer nova modelagem para a cidade, definir novo macrossistema viário e de transporte, nova rede de terminais inter e intramunicipl de cargas e passageiros, elaboração de planos de Ações Setoriais (mobilidade urbana educação, saúde e meio ambiente), e de um Plano de Ação da Economia.

“Vamos juntos olhar a Fortaleza de 2030”, convidou o presidente da Fiec, Roberto Macedo, ao destacar a importância da retomada do planejamento da cidade.

Secretarias
Durante o encontro, Roberto Cláudio confirmou que irá criar uma secretaria específica de Obras, outra de Meio Ambiente e Urbanismo, que irá absorver também o Instituto de Planejamento da Cidade, e uma Agência de Desenvolvimento Econômico, com o que espera dar maior velocidade e flexibilidade na captação e realização de novos negócios em Fortaleza.

O prefeito eleito disse que espera o apoio do empresariado cearense, como forma de poder ampliar as oportunidades de emprego e de estimular a geração de novos negócios.

Com informações do CIC


Curtir: