Bastidores

Cid deve esclarecer declarações contra deputados na quinta-feira

Cid deve esclarecer declarações contra deputados na quinta-feira. Foto: Reprodução da internet
Cid deve esclarecer declarações contra deputados na quinta-feira. Foto: Reprodução da internet

O presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), marcou para a próxima quarta-feira (11) a partir das 15 horas, o comparecimento do ministro da Educação, Cid Gomes, ao plenário da Câmara dos Deputados para esclarecer declarações ofensivas que ele teria feito sobre a Casa, em evento na Universidade Federal do Pará (UFPA), em Belém.

Segundo Cunha, outras atitudes estão sendo tomadas pela Câmara, em relação aos comentários que o ministro da Educação fez sobre parlamentares e a presidência da Casa, na última sexta-feira, 27. “A Procuradoria Parlamentar da Câmara está ingressando com algum tipo de ação, que o procurador parlamentar [deputado Cláudio Cajado (DEM-BA)] já me comunicou”, disse.

Só publicamente

Perguntado se há alguma sinalização do ministro sobre o pedido de desculpas, Cunha afirmou: “Ele que faça publicamente aqui (suas desculpas). Nós não estamos buscando sinalização. Estamos aqui buscando que ele venha aqui se explicar”.

Requerimento

Na última quarta-feira (4), a Câmara aprovou um requerimento de convocação do ministro Cid Gomes para que ele compareça à Casa para prestar esclarecimentos.

No Pará, Cid Gomes disse: “Tem lá uns 400 deputados, 300 deputados (para quem) o quanto pior, melhor para eles. Eles querem é que o governo esteja frágil, porque é a forma de eles achacarem mais, tomarem mais, tirarem mais dele, aprovarem as emendas impositivas”.

Aliados e opositores

A turma do deixa disso até caiu em campo, mas a declaração atingiu opositores e aliados ao citar entre os “achacadores” os adeptos do orçamento impositivo, incluindo também seus correligionários do Pros.

(com informações do jornal O Povo)


Curtir: