Ceará

Cid diz que suposto envolvimento em desvio da Petrobras é uma “covarde e vil armação feita sob encomenda”

Cid diz que suposto envolvimento em desvio da Petrobras é uma "covarde e vil armação feita sob encomenda"
Cid diz que suposto envolvimento em desvio da Petrobras é uma “covarde e vil armação feita sob encomenda”

O governador do Ceará, Cid Gomes (Pros) usou seu perfil do Facebook para comentar as denúncias publicadas pela na edição da revista IstoÉ desta semana.

As acusações tratam do envolvimento de Cid no escândalo da Petrobras. Seu nome teria sido citado pelo ex-diretor da estatal, Paulo Roberto Costa, em delação premiada à Polícia Federal.

Leia ainda:
IstoÉ mira em Cid
Polícia Federal nega pedido de Cid sobre denúncia da IstoÉ

Ex-diretor da Petrobras teria citado Cid em delação premiada
Juíza proíbe circulação nacional da IstoÉ
STF libera circulação de revista IstoÉ e diz que houve censura

“Injustiça”
Na publicação, o governador diz estar sendo “injustiçado” e vítima de uma “armação covarde” visando o processo eleitoral.

“Nada me incomoda mais que a injustiça. Nada me abate mais que a impotência diante da injustiça. Tentei me defender de uma covarde e vil armação feita, sob encomenda, por uma revista que estou processando: solicitei, formalmente, providências à Polícia Federal, ao Procurador Geral do Ministério Público Federal e ao Ministro do Supremo Tribunal Federal encarregado do caso em que tentam falsamente me envolver”, disse, complementando que “a armação vai continuar, para tentar tirar proveito eleitoral, confundindo a opinião pública”.

“Nada a fazer”
O governador afirmou, ainda, não poder fazer nada para se defender, pois o processo corre em “segredo de justiça” e, por isso, não teria outra alternativa, além dos requerimentos já protocolados, solicitando a negativa do seu envolvimento no escândalo.


Curtir: