Bastidores

Cid x Tasso: PSDB lança nota para responder “provocações”

O clima entre Cid e Tasso esquentou na última semana.
O clima entre Cid e Tasso esquentou na última semana.

Em nota enviada à imprensa, o PSDB rebateu o governador Cid Gomes e disse que, na condição de partido de oposição ao atual Governo, exerce o direito democrático de analisar as ações e projetos implementados no Estado.

“E de forma responsável e equilibrada, como é da tradição e de sua história, tem abordado problemas que afligem os cearenses, as crises na segurança e na saúde, o drama da seca e as promessas não cumpridas pelo Poder Público”, diz em nota o PSDB, em referência ao desafio lançado por Cid Gomes, na semana passada, pelo Facebook.

Leia aqui:
Tasso diz que desafio de Cid não tem importância e dispara: “Desde que eu tinha 10 anos que eu não faço desafio”

Cid diz que “Tasso deveria se dar ao respeito”

Desafio
Pelas redes sociais, Cid lançou o desafio. “Lanço o desafio: some tudo que o Tasso fez nos seus doze anos. Multiplique por dois e ainda não dará o que foi feito nestes últimos sete anos”, reagiu o governador, após as críticas feitas pelo ex-senador Tasso Jereissati (PSDB) na última terça-feira, durante propaganda partidária televisiva do partido.

“Intolerância”
O partido disse ter sido surpreendido pela demonstração de “intolerância” de Cid Gomes e afirma que o comportamento reflete um retorno ao passado recente, onde o sistema de poder era “autoritário e não aceitava o contraditório, a crítica como um instrumento de participação da própria sociedade na condução das ações do setor público, voltadas para as reais necessidades e carências da população”.

Compromisso
Ainda em nota, o PSDB reafirma o compromisso de “continuar defendendo e lutando por um Ceará cada vez mais desenvolvido, transparente e respeitado pela opinião nacional”.

Candidato em 2014
O partido declara, ainda, que Tasso é pré-candidato a governador em 2014 para dar palanque à candidatura presidencial de Aécio Neves (PSDB), assim como Cid quer lançar um candidato pelo Pros para dar palanque à tentativa de reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT).

Com informações da assessoria


Curtir: