Polêmica

Ciro denuncia “milícia” na Polícia do Ceará, chama Wagner de picareta e diz que “cabeças rolarão” em caso de greve

Ciro denuncia "milícia" na Polícia do Ceará, chama Wagner de picareta e diz que “cabeças rolarão” em caso de greve. Foto: Kézya Diniz
Ciro denuncia “milícia” na Polícia do Ceará, chama Wagner de picareta e diz que “cabeças rolarão” em caso de greve. Foto: Kézya Diniz

O ex-ministro Ciro Gomes (PSB) voltou disparar contra os integrantes do movimento grevista dentro da Polícia Militar do Ceará. Ao falar sobre a área da Segurança Pública, pasta que vem acompanhando numa espécie de assessoria informal, Ciro disse que existe uma “milícia” dentro da PM que seria responsável pela organização e prática de crimes, inclusive de tráfico de drogas.

“Temos dentro da policia militar, embora existam muitos homens sérios e comprometidos, uma banda ilícita, atuando em afinidade com o narcotráfico. Inclusive, existe lista de pessoas a serem assaltadas para causar comoção. Mas, estamos achando esta milícia e, um a um, iremos cortar a cabeça desta cobra”, disparou.

Greve
Caso haja uma nova greve, Ciro pontuou: “desta vez, cabeças rolarão”. As declarações foram feitas durante entrevista no fim da manhã desta segunda-feira (20/05), na Assembleia Legislativa. Ciro acompanhou o evento que homologou o ex-deputado Moroni Torgan à frente do DEM estadual.

O chefe
Ciro Gomes afirmou, ainda, haver envolvimento de políticos em algumas ações contra o governo. “Evidentemente. O chefe é este Wagner. Este vereador picareta”, disse, fazendo referência ao vereador Capitão Wagner (PR).

Veja outras notícias de política aqui

Conjunto de ações
O ex-governador também disse que o Estado vem desenvolvendo um conjunto de ações – resultado de diálogos com integrantes da área de segurança e com os próprios policiais militares – para melhorar as condições de trabalho da categoria. Desde abril deste ano, Ciro Gomes tem acompanhado as ações da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), inclusive in loco seguindo o secretário, coronel Francisco Bezerra.

Na prática
As ações traçadas sobre o comando de Francisco Bezerra estão abaixo das expectativas geradas pelo Governo e, ao final do segundo mandato, Cid se depara com o desafio de administrar altos índices de violência. Esse tem sido o ponto de maior desgaste do governo estadual.


Curtir:


6 thoughts on “Ciro denuncia “milícia” na Polícia do Ceará, chama Wagner de picareta e diz que “cabeças rolarão” em caso de greve

  1. Quando o capitão Wagner foi a tribuna da câmara e orientou Cid a procurar conversar com os policiais os jornalistas cearenses caíram em cima dizendo que as declarações soavam em tom de ameaça, mas para quem conhece o Capitão sabe que foi só um conselho coerente. E agora quando Ciro declara que se houver greve “cabeças vão rolar” soa ou não soa como uma ameaça?

  2. Meu amigo, não vejo comoção maior para nós cearenses, é presenciar o alarmante indice de criminalidade em nosso estado, sem um combate permanente e extensivo para solucionar o problema, pelo comando da segurança pública do nosso estado.

  3. O clima é tenso demais. De resto, não precisa esperar por greve para expulsar e prender policiais envolvidos com o tráfico.

  4. Ciro deveria si deter as promessas feitas na greve passada e cumpri o que prometeu a tropa e não só para oficiais e o raio ,invista em educação e trinamento e não em perseguição que só gera revolta remunere a quem mereci e não a quem lhe puxa o saco.

Comments are closed.