Ceará

Ciro Gomes e Lúcio Alcântara participam de audiência de conciliação

Ciro Gomes e Lúcio Alcântara participam de audiência de conciliação. Arte: Kéya Diniz

A 6ª Vara Criminal da Comarca de Fortaleza realizou, na tarde desta terça-feira (09/10), audiência de conciliação entre o ex-deputado federal Ciro Gomes e o ex-governador do Ceará, Lúcio Alcântara. Eles foram ouvidos separadamente, mas, conforme o titular da unidade, juiz Eduardo de Castro Neto, “restou sem êxito a possibilidade de retratação”.

Queixa-crime
Lúcio Alcântara apresentou, em maio deste ano, queixa-crime por calúnia, difamação e injúria contra o ex-deputado federal. Ele alegou que, em 24 de março, durante o programa “Memória Viva”, veiculado na TV O Povo, Ciro Gomes concedeu entrevista, na qual “passou a proferir palavras ofensivas, fazendo afirmações altamente ultrajantes a sua honra, referindo-se a fatos que supostamente teriam ocorrido durante a campanha eleitoral de 2010”.

Veja
Ciro Gomes teria insinuado ainda que Lúcio Alcântara transmitiu informações inverídicas para a revista Veja, com o intuito de denegrir sua honra e a de seu irmão, Cid Gomes, então candidato à reeleição para o cargo de governador do Estado.

Leia também:
Em carta, Roberto Pessoa diz que Ciro Gomes é falastrão e mentiroso; Prefeito ainda insinua que o ex-ministro usa drogas

Ainda não acabou
Ao final da audiência, o ex-deputado federal foi citado para apresentar defesa prévia, em até dez dias. Após esse prazo, o juiz irá examinar a defesa e decidir se recebe a queixa-crime, dando prosseguimento ou não à ação penal.

Com informações do TJCE


Curtir: