Ceará

Com Eunício no comando, oposição a Camilo já começa a se articular

Com Eunício no comando, oposição a Camilo já começa a se articular
Com Eunício no comando, oposição a Camilo já começa a se articular

O governador eleito Camilo Santana (PT), ao assumir o governo em janeiro em 2015, já terá pela frente uma oposição organizada contra o seu governo. Isso porque lideranças já vêm se articulando desde o fim do processo eleitoral. O ex-candidato a vice-governador na chapa de Eunício Oliveira (PMDB), Roberto Pessoa (PR), avalia que o fato de sua chapa ter sido derrotada no segundo turno, faz com que o PR – partido a qual pertence-, se ponha obrigatoriamente, na oposição.

No entanto, para Pessoa essa será uma oposição propositiva “para questionar o que sair de errado e para aceitar tudo aquilo que foi certo e que beneficie a população cearense”. Ainda segundo o republicano, essa postura só irá favorecer a população.

Líder da oposição
O ex-prefeito de Maracanaú ainda coloca Eunício como o líder da oposição ao futuro governo Camilo. “Ele pegou mais experiência em campanha, é o líder da oposição no Ceará, mandato pelo povo com mais de 2,1 milhões de votos”, enfatizou.

Críticas
Roberto Pessoa critica Camilo avaliando sua gestão diante da Secretaria de Desenvolvimento Agrário e das Cidades, ainda no governo Cid Gomes (Pros). “Não posso fazer avaliar o governo dele porque não começou ainda. Por outro lado, levando em consideração o que Camilo fez nas secretarias de Desenvolvimento Agrário e das Cidades a administração estadual vai piorar muito”, criticou.

Pessoa continuou criticando o governador eleito, afirmando que não houve ética no trabalho de Camilo como secretário e, segundo ele, a prova disso são os 19 processos que existem na Justiça contra ele. “Eu não sei como é que uma pessoa que tem esses processos todos, que foram alertados na campanha, se elegeu. O povo votante achou que não vale nada, porque o elegeu”, comenta.

Em 2016
Após a derrota de Eunício Oliveira no segundo turno para o governo do Estado, muito se especulou que o peemedebista poderia se candidatar a prefeito de Fortaleza nas eleições de 2016, no entanto, Roberto Pessoa não acredita nessa possibilidade e destaca que o PMDB tem outros nomes fortes como o do vice-prefeito da Capital, Gaudêncio Lucena para entrar na disputa.

O ex-candidato ainda afirmou que o PR vai marchar com o PMDB para disputar a Prefeitura de Fortaleza, nas eleições de outubro de 2016 e que, inclusive, já está articulando com o Eunício sobre a disputa.

Eunício
Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, Eunício falou sobre a relação com os antigos aliados, após a derrota na eleição deste ano. Ele já promete uma oposição forte do PMDB ao governo Camilo Santana (PT), inclusive com a assinatura de CPI’s para fiscalizar a administração estadual. Eunício antecipou que o PMDB vai lançar candidatura de oposição à gestão Roberto Cláudio, em Fortaleza, na próxima eleição.

Leia ainda: 
Eunício diz que PMDB é oposição no Ceará e lançará candidatura contra reeleição de Roberto Cláudio em Fortaleza

“O PMDB vai lançar candidatura em Fortaleza e na maioria dos municípios cearenses. Eu vou coordenar isso particularmente em 2016. Saímos extremamente fortalecidos das urnas. Tivemos 57% dos votos na Capital. Ganhamos em todas as cidades da região metropolitana, menos duas. Ou seja, estamos fortes”, avaliou o peemedebista.


Curtir: