Senado

Concurso do Senado é cancelado para três cargos

Edital velho, inscrições caríssimas. Concurso do Senado está envolto em polêmicas. Foto: Fábio Pozzebom/ABr

O erro na distribuição de provas durante o concurso do Senado, realizado neste domingo (11), obrigou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) a cancelar os exames feitos por candidatos a três cargos, e não a dois, conforme a instituição chegou a anunciar inicialmente.

Além dos candidatos às vagas de analista de suporte de sistemas e enfermagem, também terão de refazer a prova aqueles que prestaram o concurso para analista de sistemas. A nova data e os locais serão informados aos inscritos pelo correio.

Indignação
Devido ao cancelamento dos seus testes, muitos dos quase 10.500 candidatos que pagaram R$ 190 de inscrição para disputar uma das vagas destinadas aos três cargos ficaram indignados por não terem sido informados, ainda durante o exame, do que estava ocorrendo.

Embora o cancelamento das provas tenha sido anunciado à imprensa por volta das 18h do domingo, a informação não chegou ao conhecimento de todos os responsáveis pelos locais de prova. Com isso, muitos candidatos só deixaram a sala depois de terem respondido a todas as questões e feito a redação.

O concurso
No total, quase 158 mil candidatos de todo o Brasil disputam uma das 246 vagas do Senado, em um dos concursos públicos mais concorrido do país. Além da estabilidade, os salários iniciais entre R$ 13,8 mil e R$ 23,8 mil, dependendo do cargo, são os maiores atrativos.

As provas foram aplicadas nesse domingo (11) em Fortaleza e nas outras 25 capitais brasileiras, além do Distrito Federal. Durante a manhã, para quem disputa uma vaga de técnico legislativo. Á tarde, para os que concorrem aos cargos de analista e consultor.

Leia mais:
Concurso no Senado repete dados de prova feita há 10 anos