Nacional

Contas Abertas: Deputados já gastaram R$ 107 milhões com verba indenizatória

Contas Abertas: Deputados já gastaram R$ 107 milhões com verba indenizatória. Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

A verba parlamentar destinada a deputados federais é usada de maneira irregular, incluindo o pagamento de diretórios de partidos e despesas pessoais, como diárias de mais de R$ 4 mil em hotéis. A informação foi divulgada em reportagem do Bom Dia Brasil.

Segundo o levantamento, ao todo, cerca de R$ 107 milhões já saíram dos cofres públicos em 2017 para pagar a chamada “verba indenizatória” dos deputados.

Os dados foram obtidos pela Contas Abertas no site “Vidinha de Balada”, que visa dar transparência para esses gastos. O site permite saber quanto e como os deputados gastam com o auxílio da Cota para Exercício de Atividade Parlamentar e verificar como está a frequência deles para as votações.

Convertendo
De acordo com o site, o montante já pago para as despesas para realização da atividade parlamentar equivalem a 700 mil casas populares, 273 milhões de cestas básicas ou, ainda, 114 milhões de salários mínimos.

Ranking
O site ainda mostra um ranking, por mês, com os deputados que mais gastaram com a verba. Em junho, por exemplo, o “campeão” é parlamentar Sérgio Vidigal (PDT-ES) com R$ 61,3 mil em despesas já computadas. A maior parcela dos gastos é destinado à divulgação das atividades parlamentares do deputado.

“Direito”
Cada deputado tem direito a uma verba para indenização de despesas realizadas em razão de atividade inerente ao exercício do mandato parlamentar, liberada mediante requerimento e comprovação dos gastos. O limite mensal de gastos e as regras completas sobre a verba indenizatória depende do estado de origem do parlamentar.

Indenização
Podem ser indenizados gastos com locação de imóvel, combustível, manutenção de veículos, locação e fretamento de veículos, serviços de consultoria, divulgação da atividade parlamentar, material de expediente e informática, passagens, hospedagem, alimentação, assinatura de periódicos e clippings e promoção e participação em eventos.

“Vidinha de Balada”
Na última sexta-feira (18) aconteceu em João Pessoa a final do HackFest contra a corrupção, no Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), contando com 10 projetos finalistas. A premiação foi dividida em 4 medalhas de bronze, 3 de prata e 3 de ouro. O “Vidinha de Balada” foi um dos projetos que receberam medalha de ouro.

De acordo com a equipe, o prêmio é resultado do esforço em transmitir as informações de maneira simples e bem humorada para nosso usuário. “Nossa intenção é que cada brasileiro exija boas iniciativas para transparência de como o dinheiro público está sendo utilizado”, explicam.

Com informações da ONG Contas Abertas


Curtir: