Fortaleza

Contra a Pizza: Grupo cria o #ForaLeonelzinho para pressionar vereadores pela cassação

Contra a Pizza: Grupo cria o #ForaLeonelzinho para pressionar vereadores pela cassação
Contra a Pizza: Grupo cria o #ForaLeonelzinho para pressionar vereadores pela cassação

Um grupo de usuários do Facebook criou o movimento #ForaLeonelzinho para pressionar os vereadores de Fortaleza  pela abertura de processo que pode terminar na cassação do vereador Leonelzinho Alencar (PTdoB).

Uma mobilização está marcada para às 9h30 de terça-feira (27) na Câmara Municipal de Fortaleza. Com cheiro de pizza no ar, os manifestantes prometem acompanhar de perto a postura dos vereadores pela abertura, ou não, do processo contra o colega de parlamento. Até a publicação deste post, cerca de 150 pessoas já haviam confirmado presença no ato.

Em votação
O presidente da Câmara, vereador Walter Cavalcante (PMDB), prometeu colocar para apreciação dos vereadores, em plenário, o pedido de cassação de mandato protocolado pelo presidente da Comissão de Ética da Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB), o advogado Tarcísio José da Silva, na semana passada. O documento aponta denúncias de corrupção, improbidade administrativa e quebra do decoro parlamentar.

Leia aqui:
Leonelzinho Alencar é alvo de pedido de cassação por “prática reiterada de corrupção”

Irregularidades
Na internet, o movimento #ForaLeonelzinho aponta algumas das irregularidades atribuídas ao parlamentar que vão desde seu envolvimento no roubo de bicicletas na campanha política do PSDB, até atos de improbidade, como no caso em que concedeu recursos públicos ao presidente do Instituto Jáder Alencar (pai do vereador) e a Solinésio Alencar (tio do parlamentar). Os recursos foram repassados por meio de emendas parlamentares e convênios com a Prefeitura de Fortaleza.

Leia ainda:
Vereador Leonelzinho Alencar é condenado por furto de bicicletas

Tem muito mais
Em 2012, o vereador Leonelzinho Alencar protagonizou outras polêmicas. O parlamentar foi acusado pelo Ministério Público, no ano passado, por prática de nepotismo. O próprio vereador, a esposa, o pai, uma irmã, tios e primas estavam empregados indevidamente na prefeitura de Fortaleza na gestão Luizianne Lins.

Pesa ainda contra ele a acusação de que estaria envolvido num esquema de beneficiamento através do Bolsa Família. A mulher dele, Adriana Bezerra Alencar, recebeu indevidamente, por quase um ano, o benefício do Governo Federal. O caso ainda está sendo investigado pelo Ministério Público (MP) Federal.

Pizza
Mesmo assim, muitos vereadores tem resistido a ideia de aprovar a abertura de processo contra Leonelzinho Alencar. Nos bastidores, poucos comentam abertamente sobre o caso perto dos jornalistas e é fácil encontrar quem diga que “isso não vai passar”. A desculpa, via de regra, é a mesma “a Justiça já está investigando”, afirmam os que defendem o colega, longe dos microfones.


Curtir:


One thought on “Contra a Pizza: Grupo cria o #ForaLeonelzinho para pressionar vereadores pela cassação

  1. Se o vereador cometeu crime tem que pagar pelo seu crime assim são todos parlamentares municipal, estadual e federal paga pelo crime quando é cometido e comprovado da existencia do crime

Comments are closed.