Fortaleza

Contra “futrica”: Roberto Cláudio diz que nomeação do próprio irmão para o governo não configura nepotismo

O prefeito eleito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PSB), anunciou, na manhã desta quinta-feira (20), a composição do secretariado para a administração da capital
Roberto Cláudio diz que quer “menos futrica e mais trabalho” à frente da gestão de Fortaleza. Prefeito eleito rebate insinuação sobre nepotismo em sua futura gestão.

O prefeito eleito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PSB), falou nesta sexta-feira (28) sobre a nomeação do próprio irmão, Prisco Bezerra, para a secretaria de Governo da administração municipal. Segundo Roberto Cláudio, o chamado não configura nepotismo como avaliou a prefeita Luizianne Lins em entrevista ao programa Além da Notícia que vai ao ar na noite desta sexta-feira. O próximo prefeito ainda disse que é a favor de “menos futrica e mais trabalho”.

Leia ainda:
Luizianne avalia Cid Gomes como “traiçoeiro” e chama atenção para nepotismo em governo de RC

“Já há uma decisão pacificada de que em cargos políticos de primeiro escalão e possível sim ter parentes de até terceiro grau. Legalmente não há nenhuma questão que seja obstáculo. Claro que antes de tomar a decisão, procurei obviamente as decisões judiciais, todo o amparo legal para tomá-la. Não faria isso sem saber se legalmente era possível”, disse.

Polêmica
Roberto Cláudio ainda disse que as declarações de Luizianne revelam uma estratégia para mudar o foco. “O que há na verdade, francamente, é isso. Quando se é confrontado por críticas que não tem resposta, por problemas que não tiveram solução há muita gente que usa essa estratégia: vou ofender, atacar moralmente, pessoalmente pra poder mudar o foco do que interessa. Tirar o foco do problema real criando uma polêmica ofendendo e acusando as pessoas. Não entrarei nesse debate, francamente, não estou disposto a entrar em polêmicas tão pequenas e mesquinhas como essa”, enfatizou.

Futrica
O prefeito eleito assume a administração no próximo dia 1º de janeiro de 2013. Ainda durante entrevista, Roberto Cláudio diz que a ideia agora é focar “no que interessa: a atividade de governar Fortaleza”. “Quanto menos futrica, mesquinharia, factóide, quanto menos briga improdutiva e quanto mais se brigar pelo que interessa que é trabalhar pela saúde, pela educação, melhor. Essa é a briga que me interessa”, concluiu.

Exclusivo – Compromissos após posse
Em entrevista exclusiva ao Sistema Jangadeiro na noite dessa quinta-feira (27), Roberto Cláudio afirmou que no próximo domingo (30) se reunirá com todos os secretários municipais escolhidos para seu mandato. Segundo ele, durante a ocasião serão repassados os planos da gestão para cada pasta, “com compromissos nosso da campanha e nossos já de mandato”.

A ideia da reunião é que tudo esteja pronto para que no dia 2 de janeiro todos estejam trabalhando “com o pé na rua”. Segundo Roberto Cláudio, a partir do segundo dia do ano, ele irá visitar, juntamente com a secretária de Saúde, todos os postos de saúde de Fortaleza.

“Quero durante o mês de janeiro e fevereiro visitar todas as unidades de saúde de Fortaleza e, onde for possível, já encaminhar soluções: uma pequena reforma, contratar um médico, estoque de medicamentos, para aquilo que já exista passe a funcionar com um mínimo de decência e para que tenhamos algum fôlego para planejar toda a reestruturação da saúde de Fortaleza”, disse.

Principal desafio
O novo prefeito ainda considerou que a questão da saúde é o principal desafio da capital. Dessa forma, Roberto Cláudio afirmou que irá construir novas Unidades de Pronto Atendimento (Upas), policlínicas, além de aumentar e reestruturar os Frotinhas e readaptar a função do Instituto Doutor José Frota (IJF).

Segundo ele, um ponto a melhorar é a administração dos postos de saúde, pois há muita interferência das lideranças comunitárias. Para isso, ele destinará a gestão dos postos a “pessoas preparadas e com formação na área”. Dessa forma, o prefeito ainda prometeu seleções públicas para diretores de postos e hospitais.

Escolha do secretariado
Quanto à escolha dos secretários da gestão, Roberto Cláudio disse que não optou somente por um secretariado técnico por ser político. “O que interessa é que a gente busque pessoas que sejam sérias, que sejam comprometidas, que entendam o que façam e que tenham um mínimo de habilidade política, que é muito importante na administração pública”, explicou.

Dívidas
Sobre o caixa da Prefeitura de Fortaleza, Roberto Cláudio afirmou que só terá acesso também no dia 2 de janeiro, mas há dados de um déficit existente. “O último dado que nós temos, dado real e concreto, é que havia, de empenhos realizados – quer dizer de dívidas reconhecidas e empenhadas e sem receita para pagar –, um déficit de R$ 310 milhões. Isso quer dizer que havia R$ 310 milhões de contas feitas sem dinheiro para pagar”, ressaltou.

Proximidade com Cid Gomes
Segundo Roberto Cláudio, sua proximidade com o governador do Ceará, Cid Gomes, se dá por afinidade de visão. Ele ressaltou ainda que não há interesse do governador em interferir na prefeitura, mas que será um grande parceiro.

*Colaborou Hayanne Narlla


Curtir: