Ceará

CPI do celular promove discussão entre operadoras e Anatel

CPI do celular: Landim diz que operadoras estão omitindo informações e defende proibição da venda de chips. Foto: Divulgação
CPI do celular: Landim diz que operadoras estão omitindo informações e defende proibição da venda de chips. Foto: Divulgação

A CPI da Telefonia Móvel da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado Welington Landim (Pros), realiza sua próxima reunião nesta quarta-feira (11), no Complexo de Comissões Técnicas da Casa, a partir das 14h.

Na oportunidade, representantes das operadoras Vivo, Oi, Tim e Claro travarão um debate com os representantes da Anatel, “para esclarecer determinados pontos que não ficaram claros durante as outras reuniões”, como explicou o assessor de Welington Landim, Luciano Luque.

Debate
A ideia, como o presidente do colegiado pontuou em plenário durante a última semana, “é promover um embate de ideias entre operadoras e a agência reguladora”. “O que temos percebido é que ambos os lados ficam se isentando de responsabilidade, com a Anatel agindo mais como defensor das operadoras que como órgão fiscalizador”, frisou.

Leia ainda:
CPI da Telefonia Móvel: MPF vai colaborar com as investigações

Pra acompanhar
Além da TV Assembleia e da FM Assembleia, a reunião da CPI da Telefonia Móvel poderá ser acompanhada pelo site CPI.al.ce.gov.br. A comissão conta, também, com um perfil no Facebook, sob o endereço facebook.com/cpimovelceara. Assim, o cidadão terá informações atuais e poderá acompanhar as reuniões, emitir opiniões e entrar em contato quando necessário.

E ainda
A CPI da Telefonia Móvel foi criada para apurar as denúncias de altas tarifas e os problemas de má qualidade na prestação de serviços de telefonia móvel e provedores de internet. Além de Welington Landim, são titulares da CPI os deputados Professor Pinheiro (PT – vice-presidente), Fernando Hugo (SDD – relator), Mirian Sobreira (Pros), Delegado Cavalcante (PDT), Idemar Citó (DEM), Danniel Oliveira (PMDB), Osmar Baquit (PSD) e Mário Hélio (PMN).

Com informações da ALEC


Curtir: