Ceará

CPI do DPVAT ouve representante da Seguradora Líder nesta quarta-feira

CPI do DPVAT ouve representante da Seguradora Líder nesta quarta-feira. Foto: Divulgação
CPI do DPVAT ouve representante da Seguradora Líder nesta quarta-feira. Foto: Divulgação

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) criada pela Assembleia Legislativa para apurar fraudes no seguro DPVAT no Ceará ouvirá, nesta quarta-feira (28/10), o diretor jurídico da Seguradora Líder dos Consórcios do Seguro DPVAT, Marcelo Davoli Lopes.

A reunião extraordinária acontecerá a partir das 16 horas, no Complexo de Comissões Técnicas da Assembleia Legislativa.

Seguradora
A Seguradora Líder é a atual responsável pela administração do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT). De acordo com o presidente da CPI, deputado José Sarto (Pros), Marcelo Davoli vai fornecer informações sobre o volume de recursos arrecadados e de seguros pagos no Ceará nos últimos cinco anos.

“Estamos iniciando os trabalhos com explanações gerais acerca do funcionamento do seguro e também sobre as fraudes mais recorrentes já identificadas”, informa o parlamentar.

Cremec
Também foi convidado a participar da reunião um representante do Conselho Regional de Medicina do Estado do Ceará (Cremec), para abordar o possível envolvimento de médicos nas fraudes contra o seguro obrigatório.

Antes
A CPI ouviu, em sua última reunião, o delegado da Polícia Civil Marcos Aurélio Elias de França, responsável por investigar um esquema de fraudes que alicia pessoas vítimas de acidentes no Ceará. Ele afirmou que as fraudes contra o seguro do trânsito renderam pelo menos R$ 1,5 milhão para quadrilhas que atuam no município de Itapipoca.

Apoio
Os trabalhos da Comissão têm o apoio de representantes do Ministério Público Estadual e da OAB-CE.

Composição
Também integram a CPI do DPVAT os deputados Fernando Hugo (SD), relator da Comissão; Leonardo Pinheiro (PSD); Odilon Aguiar (Pros); Professor Teodoro (PSD); Roberto Mesquita (PV); Audic Mota (PMDB); Walter Cavalcante (PMDB) e Zé Ailton Brasil (PP).


Curtir: