Ceará

De volta!

Entre os destaques, a recusa do governador Cid Gomes em assumir o ministério da Educação. Foto: Arquivo AL
Entre os destaques, a recusa do governador Cid Gomes em assumir o ministério da Educação. Foto: Arquivo AL

Depois de um breve período de recesso, estou de volta! Mas antes de seguir em frente, fiz um breve resumo dos fatos políticos relevantes que movimentaram o Ceará nestes últimos dois dias. Acompanhe!

AL aprova redução de pena através de leitura
A Assembleia Legislativa do Ceará regulamentou, na quinta-feira (04), a Lei Federal que estabelece a redução de penas para presos por meio da leitura de obras literárias. A lei estabelece que, a cada livro lido por mês, sejam descontados do tempo de prisão, quatro dias. Por ano, os encarcerados podem ter a pena reduzida em até 48 dias.

A secretária de Justiça do Ceará, Mariana Lobo, foi uma das responsáveis pelo projeto de regulamentação da lei no Estado. Após ser discutida amplamente na Casa, nas últimas semanas, a matéria foi aprovada com 26 votos favoráveis e dois contrários, dos deputados Heitor Férrer (PDT) e Danniel Oliveira (PMDB).

Camilo e os presidentes de partidos
O governador eleito, Camilo Santana (PT), iniciou na quinta-feira (04) uma série de conversas com presidentes de partidos que integraram sua coligação no pleito deste ano. Na pauta, a formação do secretariado para o governo do petista. Isso porque Camilo deve anunciar na segunda quinzena deste mês os nomes dos futuros secretários estaduais.

As reuniões também ocorrerão nesta sexta-feira (5). A missão do petista será difícil, uma vez que sua base aliada é composta por 18 partidos que pleiteia uma vaga na sua equipe de governo. O primeiro a ser recebido pelo petista foi o presidente do PT, De Assis Diniz.

Cid recusa ministério
O governador Cid Gomes (Pros) foi convidado para assumir o ministério da Educação no segundo mandato da presidente Dilma Rousseff, mas recusou. Cid está decidido a passar um ano em Washington, nos Estados Unidos, onde assumirá cargo de consultor do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

Nos bastidores, a informação é de que a recusa cria embaraço para o governo, uma vez que Cid havia sido escolhido para a pasta devido ao seu desempenho na gestão da área no Ceará e não pelo peso de seu partido. O Pros, com apenas 10 deputados, não tem tamanho para assumir uma pasta da magnitude da Educação.

Danniel Oliveira contra CPMF
Na quarta-feira (03), o deputado estadual Danniel Oliveira (PMDB) iniciou uma “campanha” contra a possibilidade da volta da Contribuição Provisória sobre a Movimentação Financeira (CPMF), que desde 2007 deixou de ser cobrada. Segundo ele, o desenvolvimento de uma boa administração de gastos com a saúde evitaria a volta do tributo.

Danniel, sobrinho do senador Eunício Oliveira (PMDB), defende o engajamento da sociedade contra a volta da contribuição, defendida por Camilo Santana, justificando que a medida acarretará maior inflação.

Reforma Administrativa de RC
Começou a tramitar, na quarta-feira (03), na Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor), 14 mensagens enviadas pelo prefeito Roberto Cláudio (Pros), para implantar uma Reforma Administrativa na prefeitura municipal. Das 14 propostas encaminhadas, o plenário aprovou o regime de urgência de 13. Em uma das mensagens referentes ás mudanças, o prefeito Roberto Cláudio (Pros) afirma que durante os dois primeiros anos de sua gestão, foram feitos estudos detalhados da atual estrutura municipal, o que comprova a eventual necessidade de readequação da estrutura.


Curtir: