desvios

Defesa do vereador A Onde é questiona ação do Ministério Público

Vereador "Aonde É" teria comprado apartamentos e carros de luxo durante o primeiro ano de mandato, segundo o MP. Foto: CMFor
Vereador “Aonde É” teria comprado apartamentos e carros de luxo durante o primeiro ano de mandato, segundo o MP. Foto: CMFor

A defesa do vereador Antônio Farias de Sousa (PTC), conhecido como “A Onde É”, entrou com representação junto a Procuradoria dos Crimes Contra a Administração Pública (Procap), departamento ligado ao Ministério Público Estadual, questionando a competência do órgão para investigar o suposto envolvimento deles em possível desvio de dinheiro público na Câmara Municipal de Fortaleza.

Leia ainda:
MP investiga vereador “Aonde É” por irregularidades no uso de verba pública
Câmara de Fortaleza gasta R$ 4 mi com passagens e R$ 9,7 mi em vales-refeição

Argumentação
O advogado Leandro Vasques afirma que o parlamentar não poderia ter sido incluído na investigação, instaurada pela Procap em 2012 para apurar suposta compra de apoio parlamentar em troca de emendas, ainda na gestão da ex-prefeita Luizianne Lins (PT).

Denúncia
Eleito em 2012, o vereador é investigado pelo Ministério Público por desvio de verba a partir da apropriação de salários de servidores, locação fictícia de veículos, aquisição de combustível para fins particulares e benefício de familiares, obtenção de bens em desacordo com rendimentos, despesas irregulares com correspondências, dentre outros. A suposta irregularidade envolvendo Aonde É foi denunciada por assessores do vereador.

Só na próxima semana
Representantes da Procap afirmam que só na próxima semana irão se pronunciar, tendo em vista não terem recebido a representação.

Com informações do O Povo