Nacional

Delação de Delcídio compromete legitimidade do governo em continuar, diz Tasso

Delação de Delcídio compromete legitimidade do governo em continuar, diz Tasso. Foto: Geraldo Magela/Agência Senado
Delação de Delcídio compromete legitimidade do governo em continuar, diz Tasso. Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) afirmou que fica “inevitável” a discussão sobre o afastamento da presidente Dilma Rousseff após a divulgação de trechos do processo de delação premiada do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) . Para ele, o País precisa de um governo que tenha firmeza para reverter a recessão da economia.

Em Brasília, Tasso afirmou que a delação do senador Delcídio faz acusações gravíssimas, absolutamente indefensáveis e que comprometem a legitimidade do governo Dilma Rousseff em continuar no comando do País.

Sem condições
“O governo perdeu todas as condições morais e legais para continuar governando, principalmente dentro da conjuntura de crise econômica que estamos vivendo”, afirmou o tucano.

Delação
Segundo a revista IstoÉ, na deleção de 400 páginas, Delcídio citou vários nomes, entre eles o do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do da presidente Dilma Rousseff. O senador ainda detalhou os bastidores da compra da refinaria de Pasadena pela Petrobras, entre outros assuntos.


Curtir: