Ceará

Deputada questiona eficiência no abastecimento de energia elétrica do Centros de Eventos do Ceará

Deputada Eliane Novais questiona eficiência no abastecimento de energia elétrica do Centros de Eventos do Ceará. Foto: AL

Na sexta-feira, dia 23 de novembro, a Deputada Eliane Novais utilizou o segundo expediente da sessão plenária para cobrar explicações sobre notícias do apagão no Centro de Eventos do Estado, que atrapalhou o Encontro dos Ministros da Justiça e do Interior do Mercosul e Estados Associados, realizado no último dia 21 de novembro.

A parlamentar avisou que na próxima sessão plenária entrará com requerimento para que a Secretaria de Turismo do Estado do Ceará apresente explicações sobre o ocorrido.

Questionamentos
A socialista lembrou que desde a inauguração do equipamento, uma série de notícias colocam em questionamento a qualidade da obra e a relação custo/benefício para os cofres públicos. “Primeiro a falta de passarela e a declaração do secretário Bismarck Maia, depois a denúncia dos movimentos sociais de pessoas com deficiência de que o Centro de Eventos não obedece plenamente as normas de acessibilidade e agora, as notícias sobre um apagão de 8 horas. Precisamos de explicações contundentes, são aproximadamente R$400 milhões do erário“, colocou a parlamentar.

Estacionamento
Eliane Novais também salientou que em nota publicada na imprensa foi divulgado que, durante a bienal do livro, o estacionamento interno não foi liberado, porque, segundo explicações divulgadas, o equipamento não poderia suportar a carga de energia. O fechamento do estacionamento coberto causou grande transtorno a quem procurava vaga para estacionar.

Energia
A parlamentar ainda questionou o custo mensal e as ações de sustentabilidade ambiental atreladas ao Centro de Eventos. “É preciso checar, inclusive, qual o valor da conta de energia deste equipamento. Um equipamento moderno, o segundo do país, não poderia prever utilização de energia limpa num governo conhecido pelos parques eólicos? Por que não energia solar? Ali mesmo nas redondezas há supermercado que utiliza energia eólica e prédio residencial que também usa energia limpa”, ressaltou a socialista.


Curtir: