Ceará

Deputado quer prevenção de drogas ilícitas como disciplina nas escolas públicas

Durand diz que proposta quer valorizar a vida, a segurança, o trabalho e a dignidade dos jovens. Foto: Máximo Moura
Durand diz que proposta quer valorizar a vida, a segurança, o trabalho e a dignidade dos jovens. Foto: Máximo Moura

Um projeto de lei de autoria do deputado David Durand (PRB), em tramitação na Assembleia Legislativa, pretende incluir nas escolas da rede pública estadual a disciplina de prevenção de drogas ilícitas.

O objetivo, segundo explica o parlamentar, é abordar os efeitos do uso da droga na vida das pessoas, além da relevância da família e da escola na prevenção do uso e na recuperação do dependente químico.

O texto apresentado para a apreciação dos demais deputados dispõe sobre a inclusão da disciplina “Prevenção do Uso de Drogas Ilícitas” como conteúdo na grade curricular das escolas públicas mantidas pelo Governo do Estado do Ceará.

Prevenção
De acordo com a matéria, a inclusão da disciplina busca valorizar a vida, a segurança, o trabalho e a dignidade dos jovens. Para David Durand, a prevenção, adotada no processo educativo, envolvendo a família e a escola, pode servir para que as drogas não sejam mais consumidas pelos jovens.

“A escola tem a obrigação de atuar de forma incisiva no trabalho de prevenção ao uso de drogas lícitas e ilícitas que consomem os jovens, sendo papel escolar formar cidadãos conscientes de seu estar no mundo e prontos para participar da transformação social que tanto precisamos”, salienta o parlamentar.

Ceará sem Drogas
A temática da prevenção de drogas já vem sendo trabalhada pela Assembleia Legislativa desde 2014, com o lançamento, pelo presidente da Casa, deputado Zezinho Albuquerque (Pros), da Campanha Ceará sem Drogas. O objetivo da mobilização é mobilizar a sociedade cearense em torno da prevenção e do enfrentamento à dependência química.

A campanha já promoveu encontros em diversos municípios do Estado, reunindo lideranças políticas, educadores, estudantes, profissionais de saúde e toda a população para buscar soluções para o problema, já tendo contado com palestras do ex-jogador de futebol Walter Casagrande e do jornalista Caco Barcellos.

Com informações da AL


Curtir: