Ceará

Deputados cearenses acertam votações prioritárias na Assembleia

Evandro Leitão, líder do governo Camilo, diz que o governador tem cumprido compromissos relativos a valorização dos agentes públicos de segurança. Foto: Divulgação

Passado o Carnaval, deputados estaduais agora devem se concentrar em votações consideradas prioritárias para o Governo.

Na retomada das atividades, os holofotes devem se voltar para as discussões acerca da votação do projeto que implementa a média salarial dos estados do Nordeste para os servidores da área de segurança pública, conforme adiantou o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado estadual Evandro Leitão (PDT).

A proposta é uma das principais reivindicações de profissionais da segurança e foi promessa de campanha do governador Camilo Santana.

Promessa
Camilo, quando disputava o Governo do Estado, prometeu deixar o salário dos policiais militares cearenses sendo a média do que ganham todos os outros policiais nordestinos. Segundo Associação dos Cabos e Soldados Militares do Estado do Ceará (ACS), hoje, há uma diferença relativamente grande. A decisão, segundo Camilo, de dividir o “reajuste” em três parcelas está ligada à situação financeira do Estado. No momento, o erário estadual não comporta qualquer aumento de despesas.

Mensagem
Na mensagem enviada à AL, Camilo Santana aponta que é preciso reconhecer o valor do trabalho desempenhado pelos militares do Estado, “que diariamente arriscam suas vidas no combate ao crime”. Conforme o documento, o Projeto de Lei busca promover melhoria da remuneração dos militares, “alçando-os a um patamar remuneratório equivalente à média da remuneração percebida pelos demais militares dos Estados do Nordeste”.

“O governador Camilo Santana, com responsabilidade, de forma estudada e sem precipitação, tem cumprido seus compromissos, sobretudo relativo a valorização dos agentes públicos de segurança. O Governo do Ceará adota essa medida, mesmo diante da crise financeira que atinge o País, por ter consciência da necessidade de estimular ainda mais nossos policiais no combate à criminalidade no Ceará”, frisou o líder do Governo, afirmando que “a tramitação na Assembleia, também acontece de forma prudente, para uma matéria também beneficiará toda população cearense”.

Frustração
Já o líder da oposição, deputado Capitão Wagner (PR), reiterou a proposta de equiparação salarial à média do Nordeste. Ao jornal O Estado, o parlamentar prometeu reivindicar mudanças à matéria do Governo. Isso porque, segundo ele, os valores foram calculados com base em janeiro de 2015 e, portanto, está desatualizado.

“Não são os valores atuais. Além disso, ele só irá implementar efetivamente em 2019. Portanto, está muito longe. A média, hoje, dá para o soldado um valor de $3.500,00 e o Governo está calculando, para 2019, R$3.200,00”, frisou Wagner, acrescentando que os valores “frustraram” a categoria.

Tramitação
A matéria chegou à Assembleia Legislativa em dezembro de 2016 e recebeu destaque durante discurso do governador Camilo Santana na abertura dos trabalhos legislativos deste ano.

Servidores
Deputados também aguardam o envio da mensagem que trata do reajuste salarial dos servidores estaduais. Segundo o líder do Governo, a matéria deve ser encaminhada ainda neste mês de março. Conforme anunciado pelo próprio governador Camilo Santana, o Estado vai propor aumento em duas faixas para os servidores do Ceará em 2017. Para quem tem remuneração mínima, o Estado seguirá o percentual de inflação, de 6,29%. Os demais servidores deverão ficar em 2%.

Com informações do OE


Curtir: