ALEC

Deputados já articulam eleição para Presidência da AL do Ceará

José Albuquerque é o atual presidente da AL. Foto: Divulgação
José Albuquerque é o atual presidente da AL. Foto: Divulgação

Com o passar das eleições e firmada a nova bancada da Assembleia Legislativa cearense, os parlamentares reeleitos já iniciaram as articulações para eleição da nova Mesa Diretora.

A eleição deve obedecer ao critério da proporcionalidade, segundo o regimento da Casa, onde os 22 partidos devem estar representados “harmonicamente”, por meio de chapas, na composição da Mesa.

Pros
O Partido Republicano da Ordem Social (Pros) que legislará com o maior número de parlamentares, ao todo 12, terá o direito de ocupar os cargos mais importantes, como o da presidência da Casa. O atual presidente, José Albuquerque e os deputados Sérgio Aguiar, Welington Landim e José Sarto, todos do Pros, estão entres o nomes cotados para concorrer à nova presidência.

É cedo
O 1º secretário da Mesa Diretora, o deputado estadual Sérgio Aguiar, afirmou que, apesar de ter o desejo de disputar a vaga da presidência, ainda é cedo para tratar do assunto. De acordo com o parlamentar, conversará com o seu partido e bancada, para identificar quais os critérios que serão adotados para a escolha e iniciar o diálogo. “Qualificado me sinto, porque as posições mais destacadas da Casa como Comissão de Direito e Justiça; Turismo; 1º secretário e liderança de Governo já ocupei e me fez ter a experiência que será muito importante para administrar a Assembleia”, disse. Geralmente, os parlamentares que ocupam o cargo de 1º secretário da Mesa Diretora são escolhidos para assumir a administração da Casa, na sucessão do presidente da Mesa.

Reeleição
O deputado Fernando Hugo (SD) que estará nos próximos quatro anos na suplência, aposta que as articulações deverão gerar em torno da reeleição do atual presidente da Assembleia, deputado Zezinho Albuquerque (Pros). De acordo com ele, Zezinho que assumiu em 2002, após o ex-presidente da Casa e deputado estadual Roberto Cláudio assumir a Prefeitura de Fortaleza, o republicano atuou com “pulso forte” na hora que necessitava e com “diálogo”.

No páreo?
O deputado José Sarto também demostrou interesse, mas não quis antecipar a discussão. “Eu vou para o meu sexto mandato, é natural que eu possa colaborar na gestão da Casa, mas a minha vontade será submetida à decisão partidária”, pontuou.

Democracia
O deputado Welington Landim (Pros), que já reverberou à imprensa o desejo de ser novamente presidente da Casa, chegou a questionar, em pronunciamentos anteriores, o formato de eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. Ele destacou o problema na composição de chapa para disputar todos os cargos da Mesa Diretora. Para ele, deveria haver eleição para cada um dos cargos, com parlamentares colocando-se à disposição para a disputa. “Hoje, você tem que entrar para disputar com dez pessoas”, argumentou, criticando a influência que o Poder Executivo tem sobre o Legislativo, tanto na União como em estados e municípios. “Realmente, é um projeto antidemocrático para a Casa”, afirmou.

Com informações do OE


Curtir: