Ceará

Desmonte: Novo prefeito de Itaiçaba denuncia “escândalo” dos consignados, desvio de verba e atraso no pagamento de servidores

Desmonte: Novo prefeito de Itaiçaba denuncia “escândalo” dos consignados, desvio de verba e atraso no pagamento de servidores. Na foto: Ambulâncias sucateadas

O prefeito recém-empossado de Itaiçaba, José Orlando de Holanda (PMDB) decidiu denunciar, através de nota encaminhada ao blog Polítika, o desmonte na administração do município que tinha como gestor até o ano passado, o agora ex-prefeito Frank Gomes (PDT). Segundo o novo prefeito, Itaiçaba está entre as cidades que não seguiram as recomendações de transição de governo repassadas pelo Ministério Público Estadual e Tribunal de Contas dos Municípios.

Desmonte
As recomendações repassadas aos gestores serviriam justamente para evitar o desmonte das prefeituras.“Quando assumimos a gestão no último dia 02 de janeiro, encontramos uma situação desastrosa. A cidade não tinha médico, o lixo estava amontoado nas ruas e encontramos vários equipamentos sem funcionar. Foi preciso um mutirão para resolver alguns problemas”, disse o prefeito.

Consignados
Ainda segundo o novo prefeito de Itaiçaba, a administração também descobriu um “escândalo envolvendo empréstimos consignados”. De acordo com a denúncia, os funcionários que fizeram empréstimos junto ao Banco do Brasil tiveram o dinheiro descontado na folha de pagamento, mas a quantia não foi repassada ao banco pela Prefeitura. “Recebemos a visita do gerente do Banco do Brasil e tomamos um susto. Mais de 300 mil reais de débito com o banco. Todos ficaram prejudicados. Os funcionários não podem mais fazer empréstimos, nem a Prefeitura, que ainda vai responder judicialmente, assim como o ex-gestor”, completou.

Tem mais
As denúncias não param por aqui. A atual gestão diz ter constatado a existência da licitação de uma quadra na localidade de Tabuleiro do Luna. O valor da obra é de mais de 130 mil reais. Quarenta mil teriam sido liberados, sem que a obra tenha saído do papel. O que também preocupou a atual gestão, segundo a denúncia de desmonte, foi que todos os dados dos computadores da prefeitura teriam sido apagados. “Não tivemos acesso a contabilidade e isso dificulta muito o nosso trabalho”, diz o prefeito.

Fotografias
Registros feitos através de fotografias mostram os sinais de abandono e descaso com o dinheiro público inclusive na Escola Municipal Padre Abílio. No local, de acordo com o relato da nova gestão, foram encontradas carteiras quebradas, assim como luzes, portas e ventiladores danificados. “O teto de uma das salas ameaça cair. Nos fundos da escola, um amontoado de carteiras e documentos que pertencem à Prefeitura e que foram queimados”, diz a prefeitura através da nota.

Sucatas e salários
Ainda segundo a denúncia, na garagem da Secretaria de Obras, o cenário é bem similar. Carros que sofreram com a ação do tempo e três ambulâncias sucateadas. Os salários dos funcionários estão atrasados há dois meses, de acordo com a nova gestão. “Precisamos que a sociedade saiba como estamos recebendo a Prefeitura. Mas faremos o possível para reverter essa situação”, disse o prefeito José Orlando.

MP
O assessor jurídico da nova gestão, José Erenarco da Silva, disse que a primeira medida que a prefeitura está adotando é fazer um levantamento dos prejuízos, para depois acionar o Ministério Público.

Com informações da Assessoria


Curtir: