Nacional Reforma Política

Deu no Correio: Contra a reforma política

Deu no Correio: Contra a reforma política
Deu no Correio: Contra a reforma política. Imagem: Reprodução da internet

A nova tentativa de votação da reforma política na Câmara dos Deputados, marcada para 9 e 10 de abril, poderá esbarrar na resistência de partidos menores que veem na lista de projetos do tema uma ameaça. A informação é do Correio Braziliense.

Articulação
Um grupo de lideranças partidárias já se articula para obstruir a apreciação do relatório de Henrique Fontana (PT-RS) por temer que os pontos em análise provoquem o fim das legendas que não ocupam grandes espaços no Congresso Nacional.

Pontos principais
O texto da reforma previsto para entrar em pauta concentra-se em quatro pontos principais de duas matérias: uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que acaba com as coligações nas eleições proporcionais e a coincidência das eleições presidenciais e municipais em um só ano, e um projeto de lei que implanta o financiamento exclusivamente público de campanhas e modifica a forma de escolha de deputados federais nas eleições.

Sem acordo
Os tópicos foram elaborados por Fontana, enquanto relator da comissão especial, com o aval do PT e do PMDB. Mas ainda não encontram consenso.

Com informações do Correio Braziliense


Curtir: