Impeachment

DF retoma ‘muro do impeachment’ para votação do Senado nesta terça

Segurança estima poucos manifestantes e ainda avalia extensão da barreira. No mesmo dia, Brasília recebe dois jogos de futebol feminino da Olimpíada.
Segurança estima poucos manifestantes e ainda avalia extensão da barreira. No mesmo dia, Brasília recebe dois jogos de futebol feminino da Olimpíada.

O governo do Distrito Federal vai retomar, até a próxima segunda-feira (8), o “muro” montado na Esplanada dos Ministérios para dividir manifestantes favoráveis e contrários ao impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Na terça, a partir das 9 horas, o Senado se reúne em plenário para analisar o relatório da comissão especial, que recomenda a continuidade do processo.

A informação foi confirmada ao portal G1 pela secretária de Segurança Pública, Márcia de Alencar. Segundo ela, as forças de segurança ainda estudam qual será a extensão da barreira. Durante as votações na Câmara dos Deputados, entre abril e maio, o alambrado se estendeu por toda a Esplanada, do Congresso à Catedral .

“Há previsão de separar os manifestantes, sim, mas em outra extensão. Naquela dimensão, só na fase do julgamento, se houver. Os alambrados já estão sendo providenciados pelo Senado Federal, e vamos definir o alcance nas próximas 48 horas. É provável que façamos de uma forma menor”, declarou Márcia.

Estimativa
O governo não faz estimativa de público para terça, mas prevê baixa participação porque o processo ainda estaria em uma fase “burocrática”. A secretaria de Segurança se reuniu nesta sexta com manifestantes favoráveis ao impeachment – grupos contrários foram convidados, mas não compareceram ao encontro.

“Os dias 9 e 10, em razão dos Jogos Olímpicos, terão outra forma de funcionamento na Esplanada, com ponto facultativo, e nos arredores do [estádio] Mané Garrincha, com dispensa de ponto. Tivemos várias reuniões, e ajustes serão suficientes”, declarou.

Se acatado
Se o plenário do Senado acatar o relatório da comissão especial, o muro deve ser estendido por toda a Esplanada. O julgamento pelos senadores, comandado pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, está previsto para o fim deste mês, se o processo tiver continuidade.

Olimpíada
A sessão no plenário do Senado está marcada para as 9h de terça e tem duração prevista em cerca de 20 horas. Enquanto os senadores avaliam a continuidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, o estádio Mané Garrincha deve receber dois jogos do futebol feminino da Olimpíada. Na terça, a rodada começa às 16h, com partida entre Alemanha e Canadá. Às 22h, China e Suécia se enfrentam por uma vaga nas oitavas de final. As partidas valem pela última rodada da fase classificatória.

Bloqueios
Brasília estreou como sede olímpica na quinta, com duas partidas do futebol masculino. No dia seguinte, o governo anunciou mudanças para garantir a segurança nos próximos jogos até o dia 13. Os bloqueios de trânsito vão começar mais tarde, em uma tentativa de reduzir os engarrafamentos, e a revista pessoal será reforçada.

Com informações do G1


Curtir: