Ceará

Dilma e Putin assinam acordos bilaterais em Brasília

Dilma Rousseff recebe o presidente da Rússia, Vladimir Putin, no Palácio do Planalto. Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
Dilma Rousseff recebe o presidente da Rússia, Vladimir Putin, no Palácio do Planalto. Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Os presidentes do Brasil, Dilma Rousseff, e da Rússia, Vladimir Putin, assinaram nesta segunda-feira (14), em Brasília, uma série de acordos bilaterais nas áreas de economia, defesa, tecnologia, energia e produção de vacinas. Um dos principais termos dos acordos prevê o aumento das trocas comerciais entre os dois países ao patamar de US$ 10 bilhões anuais.

Troca de experiências
A presidente Dilma Rousseff destacou a parceria com os russos em várias áreas e frisou que, como grandes nações, os dois países não podem ficar dependentes. Por isso, acrescentou, devem desenvolver soluções tecnológicas próprias. Dilma disse ainda que os dois países podem trocar experiência na organização de megaeventos esportivos, já que a Rússia sediará a próxima Copa do Mundo, em 2018, e o Brasil, as Olimpíadas, em 2016.

 “Desde a primeira visita do presidente Putin ao Brasil, em 2004, nosso comércio bilateral mais que dobrou. Concordamos que há necessidade de aumentá-lo e diversificá-lo. O plano servirá para desenvolvermos iniciativas que possibilitem o aumento recíproco de investimentos diretos”, discursou Dilma.

Parceria
Putin lembrou que o Brasil é o maior parceiro da Rússia na América Latina, mas que o comércio bilateral vem registrando queda nos últimos anos. Por isso a urgência nos diálogos para “ultrapassar” os problemas atuais.

Ele também destacou que é preciso debater sobre como avançar na cooperação do Brasil e demais países da América Latina na União Eurasiática, que é uma proposta de integração econômica e política entre a Bielorrússia, o Cazaquistão, a Rússia, o Quirguistão, o Tajiquistão, entre outras nações.

Com informações da Agência Brasil


Curtir: