Ceará

Dilma vem a Fortaleza para assinar execução de obra do metrô e “receber” terreno da Refinaria

Dilma vem a Fortaleza para assinar execução de obra do metrô e "receber" terreno da Refinaria. Foto: Divulgação
Dilma vem a Fortaleza para assinar execução de obra do metrô e “receber” terreno da Refinaria. Foto: Divulgação

A presidente Dilma Rousseff virá a Fortaleza no próximo dia 21 de março para acompanhar a assinatura de um convênio, entre os governo federal e estadual, para a execução das obras da Linha Leste do Metrofor. A informação foi confirmada pelo governador Cid Gomes durante reunião com o secretariado no palácio da Abolição.

Refinaria
Ainda durante a visita, a presidente vai “receber” oficialmente das mãos do governador Cid Gomes o terreno na área do Complexo industrial e Portuário do Pecém em que, segundo planeja o Estado, será instalada a futura Refinaria Premium II.

Agenda
A agenda da presidente Dilma Rousseff ainda não foi oficialmente divulgada mas, segundo informações do governo do Ceará, Dilma também participa de evento para entrega da barragem do rio Maranguapinho.

PPP
Durante entrevista para a imprensa, Cid Gomes informou ainda que o trecho do Metrofor, cujas obras serão iniciadas após a assinatura do convênio, deverá ser executado em sistema de consórcio ou no regime Parceria Público-Privada, que ainda será avaliado.

O metrô hoje
O Metrô de Fortaleza compreende, atualmente, a Linha Sul que liga Pacatuba, na Região Metropolitana, ao Centro de Fortaleza. Segundo a Seinfra outros dois  grandes projetos estão previstos para integrar essa malha. Um deles já em execução, é a construção do ramal Parangaba-Mucuripe. Esse trecho será operado por veículo leve sobre trilho (VLTs), ligando o bairro  Parangaba à orla turística da capital cearense, passando por 22  bairros.

Trecho
A Linha Leste vai ligar o Centro de Fortaleza à região Sul, no Bairro Edson Queiroz. O projeto da Linha Leste prevê a construção de onze estações: Estação  da Sé, Luiza Távora, Colégio Militar, Nunes Valente, Leonardo Mota,  Papicu, HGF, Cidade 2000, Bárbara de Alencar, CEC e Edson Queiroz.  Além dessas, haverá integração com as linhas Oeste e Sul na estação central Chico da Silva, totalizando doze estações. Ao todo serão 12,4 km de  extensão.

A linha será operada com trens elétricos que transportarão cerca de  400 mil pessoas diariamente. O projeto se integrará ainda às linhas  Sul, já em fase de conclusão, à Oeste, remodelada, ao ramal  Parangaba – Mucuripe, também em obras, e aos terminais de ônibus. A  linha subterrânea seguirá em boa parte o trajeto da avenida Santos  Dumont.

Obra custará R$ 2 bilhões
O secretário da Infraestrutura do Ceará, Adail Fontenele, destaca que estão garantidos R$ 2 bilhões em recursos  federais para o projeto, sendo R$ 1 bilhão do Orçamento Geral da União e R$ 1 bilhão financiados pela Caixa Econômica Federal. A contra  partida do Governo do Estado do Ceará é de pouco mais de R$ 1 bilhão.

A Seinfra informou que os recursos estaduais serão usados para a Parceria Pública Privada, que vai contemplar todo o material rodante e sistemas e a  operação dos quatro sistemas metroviários de Fortaleza. Esses recursos estaduais também serão usados para projetos, administração de obra, desapropriações e remoção de interferências.

Maquinários
De acordo com a Seinfra, o projeto da Linha Leste ainda está nos trâmites iniciais. “Já foram  comprada as máquinas que farão os túneis, já que se trata de um ramal subterrâneo”. O Governo do Estado, através da Seinfra, adquiriu quatro máquinas  tuneladoras destinadas à construção dos túneis da Linha Leste do Metrô  de Fortaleza.

Os equipamentos estão sendo fabricados pela empresa norte-americana The Robbins Company, vencedora da licitação ocorrida  em maio de 2012. A expectativa é que as primeiras duas máquinas cheguem ao porto do Pecém em maio deste ano e as duas outras em julho. Cada equipamento leva dois meses para  montagem.

Com informações do Portal Jangadeiro Online


Curtir: