Ceará

DNIT apresenta projeto de recuperação de rodovias cearenses nesta quarta

Buracos nas rodovias federais que cortam o Ceará causam estragos e prejudicam motoristas

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) apresenta o projeto de recuperação e conservação de rodovias cearenses, nesta quarta-feira (7), às 10 horas, na sede do órgão. A previsão é de que sejam investidos cerca de R$ 429 milhões nas obras.

Devem receber as intervenções do DNIT, trechos das BR-116, BR-222, BR-230, BR-020, BR-226, BR-402, BR-304, BR-404 e BR-122.

Problema Antigo
Os buracos são uma dor de cabeça para quem trafega pelas rodovias federais que cruzam o estado. A crise no Ministério dos Transportes teve reflexo direto no Ceará. Depois das denúncias de corrupção, que provocaram inclusive a saída do ministro Alfredo Nascimento, as licitações de novas obras foram suspensas provisoriamente.

Verba Retida
Parte do pacote de um bilhão de reais prometido pelo ex-ministro foi retido pela Controladoria Geral da União. Enquanto a indefinição continua, os motoristas são obrigados a conviver com as péssimas condições das estradas.

Leia mais:
Luizianne faz pouco caso do rally protesto contra os buracos nas ruas da Capital
Dilma reconhece situação precária das rodovias cearenses 
Cid lança “Rally dos buracos”, classifica ministério dos Transportes de “laia” e Dnit de “quadrilha”

Nova Promessa
A primeira etapa do projeto, que faz parte do Programa de Contratos de Restauração e Manutenção de Rodovias (Crema), visa uma imediata melhora nas condições da pista de rolamento e acostamento das estradas. Esta parte da obra deve durar um ano.

No segundo ano, haverá a manutenção das rodovias com a realização de limpeza de acostamentos, desobstrução de bueiros e conservação da faixa de domínio.