Eleições 2014

Domingos Filho não acredita em retaliação do PMDB

Domingos Filho não acredita em retaliação do PMDB
Domingos Filho não acredita em retaliação do PMDB

O vice-governador Domingos Filho (sem partido) acredita que não haverá retaliação da Executiva do PMDB ao seu pedido de desfiliação, mesmo o partido tendo anunciado recentemente que pedirá na Justiça o mandato de todos os detentores de cargos eletivo que deixarem a legenda para se filiar a outra agremiação partidária.

“A resolução foi posterior, em 11 dias, e com a anuência do partido por meio do presidente regional do PMDB, senador Eunício Oliveira. Portanto, considero que não serei atingido”, afirmou Domingos Filho.

Precipitação
Questionado sobre a possibilidade de sair candidato ao Governo do Estado no ano que vem, Domingo Filho disse que ainda é cedo para discutir o assunto. “Seria precipitação minha discutir se teria uma candidatura viável ou não, enquanto não estar nem posta ainda. Numa autoavaliação, fico mais confortável se posta pelos outros e não por mim”, esquivou o vice-governador.

Sem partido
O vice-governador do Ceará decidiu deixar o PMDB, partido em que militou desde o início de sua vida política, para se colocar como uma opção para a sucessão de Cid Gomes em 2014.

O destino de Domingos ainda não está definido. Nos bastidores a informação é de que ele irá ingressar em uma agremiação indicada pelo governador Cid Gomes.

Leia aqui:
Domingos Filho deixa PMDB e pode ser opção de Cid para sucessão de 2014


Curtir: