Eleições 2014

Eduardo Campos diz que Dilma deve “dialogar mais” para evitar crise

Eduardo Campos diz que Dilma deve "dialogar mais" para evitar a crise
Eduardo Campos diz que Dilma deve “dialogar mais” para evitar crise

O governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, defendeu que a presidente Dilma Rousseff deve “dialogar mais” para evitar o “ciclo de aprofundamento” da crise econômica atual.

“A gente tem, nos últimos três anos, um crescimento muito baixo. A sociedade está sentindo o impacto do crescimento da inflação, principalmente, no que diz respeito ao preço dos alimentos. O Brasil precisa retomar o padrão que tinha antes deste período”, afirmou Campos.

Queda de popularidade
Possível candidato à disputa presidencial de 2014, Campos comentou ainda a queda de popularidade da presidente petista, em meio às manifestações que varreram o país: “Não sei se já havia uma queda tão grande de popularidade como essa, mas eu considero que isso é conjuntural”, disse o socialista.

Campos acrescenta que “o importante é que a presidente não perca o rumo estratégico que todos nós desejamos”, disse o governador. Segundo pesquisa Datafolha publicada em 29 de junho, a avaliação positiva do governo da petista caiu 27 pontos em três semanas.

Veja também:
Datafolha: Popularidade de Dilma cai 27 pontos após protestos

Conversa com Lula
Sobre dialogo com o ex-presidente Lula, o governador disse, apenas, que vem conversando sobre a conjuntura política e que qualquer decisão só será tomada em 2014.

Clima de campanha
O clima de campanha tomou conta do evento do PSB. Ao subir ao palanque, Eduardo Campos foi saudado aos gritos de “presidente”. Ele, no entanto, esquivou-se de comentar a possibilidade de ser candidato.

Em discurso, Campos enfatizou que nenhum partido deve se apropriar dos protestos populares recentes. “A sociedade está se levantando contra velhas práticas políticas. É preciso entender o que as ruas estão dizendo”, disse.

Com informações do Folha Online


Curtir: