Eleições 2012
Atualizado em: 18/04/2011 - 8:10 am

Deputada Eliane Novais (PSB): Presidente, em exercício, do PSB estadual

A executiva municipal do PSB em Fortaleza já decidiu: A sigla vai ter candidatura própria na disputa pela sucessão de Luizianne Lins (PT) para a prefeitura da capital em 2012. Segundo a deputada Eliane Novais, presidente, em exercício, do PSB estadual, a aliança com o PT pode ser mantida, desde que o PSB ocupe a cabeça da chapa.

“Nesse momento o PSB decidiu pela chapa majoritária. O PSB ficaria na cabeça e PT e os outros partidos a gente decidiria. Naturalmente seria o PT, o nosso vice”, revelou a socialista.

Pré-candidata
Após duas reuniões, a executiva e o diretório municipais do partido confirmaram o nome da deputada estadual Eliane Novais, com “apoio irrestrito”, como pré-candidata do PSB à prefeitura de Fortaleza.

“No dia 4 de abril nós tivemos uma reunião com a executiva municipal e foi deliberado meu nome como pré-candidata em 2012, pelo Partido Socialista Brasileiro e agora no dia 13 (de abril) foi referendado meu nome novamente pelo diretório municipal e pelos seguimentos do partido”, ressaltou.

Em negociação
Segundo Eliane Novais, o PSB pretende dar continuidade ao projeto político que está no poder com Luizianne Lins e a decisão de candidatura própria já foi comunicada a prefeita da capital, que é presidente estadual do PT no Ceará, assim como ao presidente Nacional do PSB, Eduardo Campos.

“Já estamos em conversação com o presidente nacional do PSB (Eduardo Campos) e com a prefeita Luizianne Lins. Como somos partidos aliados, o PSB e o PT, nós estamos em conversação para que essa candidatura tenha esse fortalecimento e esse entendimento ao longo desse período”, explicou.

A influência de Cid
Já o governador Cid Gomes, presidente estadual do PSB, ainda não foi oficialmente comunicado da decisão sobre a candidatura socialista para a prefeitura da capital. A expectativa é que a conversa aconteça tão logo o governador retorne da viagem à China.

“Nós vamos encaminhar um e-mail para o governador sugerindo que a gente faça uma conversa”, disse Eliane.

Cada um na sua
Sobre a preferência de Cid Gomes pela candidatura do petista Camilo Santana, secretário das Cidades na gestão estadual, Eliane Novais chamou atenção para as instâncias de discussão partidária.

“A instância dele (Cid Gomes) é o PSB estadual, a instância municipal é o Sérgio Novais e a instância nacional é o Eduardo Campos. Cada um dentro da sua”, disse para, na sequencia, reafirmar que a definição sobre a candidatura em Fortaleza não cabe a Cid Gomes.

“A decisão é do PSB municipal, uma vez que a eleição é para o município de Fortaleza”, avisa Eliane.

Ciro está fora
A presidente, em exercício, do PSB estadual descartou a candidatura de Ciro Gomes à prefeitura de Fortaleza, contrariando informações divulgadas recentemente por colunistas da mídia nacional.

“Nós não entendemos que ele (Ciro) seja candidato, porque ele não está nem filiado ao partido no município de Fortaleza”, justificou.

Segundo Eliane Novais, o nome de Ciro Gomes não está presente na lista de filiações do último relatório de gestão partidária, sobre Fortaleza, enviado pelo PSB ao Tribunal Regional Eleitoral.

“A gente levanta só o questionamento: primeiro que ele não faz parte da lista de gestão partidária no município de Fortaleza. Ou não trocou o domicílio ou não se filiou ao partido novamente”, lembrou Eliane.

Domicílio
Em 2010, Ciro Gomes mudou o domicílio eleitoral para São Paulo atendendo ao pedido do então presidente da República, Luis Inácio Lula da Silva. A estratégia era deixar aberta a possibilidade de candidatura para o governo de São Paulo, caso a candidatura à presidência da República pelo PSB não vingasse. Ciro já reconheceu que a mudança do título foi um erro. Ele não disputou as eleições de 2010.

Sem conversa
Segundo a deputada, não existe nenhuma negociação entre a executiva municipal e o ex-deputado Ciro Gomes sobre candidatura na capital. Para a deputada a questão é ainda mais abrangente, uma vez que o governador do Estado teria que renunciar ao cargo dois anos e meio antes do fim do mandato para possibilitar a participação de Ciro na disputa pelo município.

Bancada
Sobre as articulações para a eleição de vereadores à Câmara Municipal de Fortaleza, a socialistas disse que o partido vem reunindo bons nomes, com “densidade eleitoral”, para a disputa. A expectativa seria lançar entre 35 e 60 candidatos dentro de uma coligação para garantir, em 2012, a ampliação da bancada do PSB no município de Fortaleza.

Acompanhe a entrevista com a deputada estadual e vice-presidente do PSB/CE, Eliane Novais, sobre a sucessão para a prefeitura de Fortaleza em 2012.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=E4bl6K7phHI[/youtube]

Siga-nos e curta-nos:
RSS
Follow by Email
Twitter
Visit Us
Follow Me