Eleições 2016

Elmano critica gastos da administração de Roberto Cláudio

Elmano critica gastos da administração de Roberto Cláudio. Foto: Máximo Moura
Elmano critica gastos da administração de Roberto Cláudio. Foto: Máximo Moura

O deputado Elmano de Freitas (PT) endureceu as críticas à gestão do prefeito Roberto Cláudio (Pros). O petista rechaçou os valores pagos no montante R$ 112,9 milhões, gastos com cargos comissionados (R$ 74 milhões), publicidade (R$ 35,8 milhões) e passagens e diárias (R$ 3,1 milhões), entre 2013 e 2014.

Elmano disputou, em 2002, a eleição com o RC, perdendo a disputa, no segundo turno. O PT promete, no próximo semestre, dialogar com a sociedade, sobre a realidade de Fortaleza, antecipando o debate político. “O financiamento dessas despesas absurdas foi cobrado de nossa população que, em 2013, assistiu a um injustificável e ilegal aumento de IPTU, que gerou um crescimento de arrecadação em 117 milhões e 600 mil reais, em 2014”, disse o parlamentar, pontuando que todo o esforço de arrecadação com aumento de impostos foi em vão.

Saúde
Elmano criticou ainda a atuação de RC na saúde, onde afirmou que houve fechamento dos postos de saúde a noite, desabastecimento na rede de medicamentos, redução das visitas dos médicos do Programa de Saúde da Família (PSF), bem como ingerência dos Centros de Apoio Psicossociais (Caps). “Se era considerado ruim na gestão de Juraci Magalhães e de Luizianne Lins, pior está agora”, afirmou Elmano, salientando que o prefeito prometeu enquanto era candidato, construir 28 novos postos de saúde, 11 Upas, seis policlínicas, além de colocar os postos e frotinhas pra funcionar.

Repasses
O deputado salientou também que, entre 2011 a 2015, os repasses federais só aumentaram na saúde, sendo em 2011: R$ 605,1 milhões; 2012: R$ 712,8 milhões; 2013: R$ 687,1 milhões; 2014: R$ 767,8 milhões; e 2015 o SUS já repassou R$ 331,0 milhões. “Não existe o argumento de Roberto Cláudio, em dizer que não fez, porque pegou de Luizianne Lins, a Prefeitura quebrada”.

Em caixa
Segundo Elmano, a mensagem do prefeito Roberto Cláudio, enviada à Câmara dos Vereadores, em fevereiro de 2013, demonstra, na página 51, que a disponibilidade de recursos deixados em caixa, em 31 de dezembro de 2012, supera o volume de restos a pagar. Conforme o petista, sobraram recursos suficientes do governo do Partido dos Trabalhadores, no valor de R$ 244,9 milhões. Porém, mesmo tendo deixado dívidas R$ 134,2 milhões, restou o saldo de R$ 18 milhões.

Estratégia
A fala do deputado Elmano de Freitas foi motivado pela avaliação que o partido fez nos dias 19 e 20 de junho, no seminário “Mostra Tua Cara Fortaleza”, que avaliou a gestão de Roberto Cláudio.


Curtir: