Fortaleza

Em disputa pelo comando do PT, grupo de Luizianne ataca aliança com RC

Apoiadores de Deodato Ramalho concederam entrevista coletiva na tarde de segunda-feira

Lideranças do PT Fortaleza, como o vereador Guilherme Sampaio, o deputado estadual Elmano de Freitas e o candidato à presidente da legenda, o ex-vereador Deodato Ramalho, denunciaram a interferência de assessores especiais da Prefeitura de Fortaleza e de “organizações político-partidárias alheias ao processo de eleição direta do PT Fortaleza em favor do candidato Acrísio Sena”.

A chapa “Mudança e Democracia com Unidade ao Socialismo” pede que a Comissão Eleitoral impugne os votos da urna utilizada na zona 114, onde, segundo a denúncia, servidores de cargos comissionados da Prefeitura teriam coagido militantes do PT.

Em coletiva à imprensa, na tarde de segunda-feira (10), Deodato Ramalho denunciou que “algumas centenas de votos foram produzidos a partir do gabinete do prefeito Roberto Cláudio”.

Eleição
A polêmica começou, no domingo (09), durante apuração do Processo de Eleição Direta (PED) do Partido dos Trabalhadores na Capital para escolha dos novos dirigentes municipais. O resultado extraoficial aponta a vitória do vereador Acrísio Sena para a presidência da sigla por diferença de apenas três votos. Nos bastidores, Acrísio contou com o apoio do governador Camilo Santana, que defende apoio do partido à gestão Roberto Cláudio.

“Moeda”
Deodato evitou criticar diretamente os correligionários simpáticos a gestão municipal, mas não escondeu o descontentamento com a iminente derrotada para o vereador Acrísio Sena, que, segundo ele, nos bastidores foi arquitetada por aliados de RC. Ele, entretanto, afirmou que não permitirá usar o PT municipal como “moeda de troca”. “Nós, não disputamos apenas com as forças internas, que tradicionalmente disputam o espaço de poder dentro do PT, o que é natural e legítimo, mas, mais do que isso, disputamos com forças externas”, disse.

Recurso
Deodato não descartou ingressar com novos recursos. Segundo ele, as interferências externas já haviam sido denunciadas, antes mesmo do dia da eleição. À imprensa, Deodato disse que o processo lembrou a disputa de 2012, quando a sigla acusou a coligação de RC de compra de votos.

Resultado
O anúncio oficial do resultado da eleição deve acontecer, nesta terça-feira(11), após a Executiva Estadual da sigla analisar o recurso do vice-presidente estadual Raimundo Ângelo. O grupo ligado a Deodato contesta suposta interferência de aliados do prefeito Roberto Cláudio no processo interno do partido. O questionamento surgiu após episódio ocorrido na seção 114, que fica na Barra do Ceará, sejam anulados por possível interferência no local.

“Partido de aluguel”
Ainda durante coletiva, o vereador Guilherme Sampaio, apoiador da candidatura de Deodato, sem citar nomes, afirmou que alguns filiados da legenda não estão comprometidos nem com o PT, nem com a candidatura do ex-presidente Lula em 2018. “Pode ser quem for, de presidente a filiado, que quiser transformar o PT em partido de aluguel, eu não vou me calar”, frisou ele. Guilherme afirmou que estão sendo reunidos fotos, vídeos e outras provas para que as providências sejam tomadas tanto na instância do partido ou, se necessário, juridicamente

Recadastramento
Atual presidente do PT Fortaleza, o deputado Elmano de Freitas defendeu um recadastramento dos filiados. Segundo ele, os fatos serviram para discutir a necessidade de um recadastramento, justificando que muitos militantes deixaram a sigla, mas não realizaram o processo de desfiliação, o que, segundo ele, podem sofrer influências externas.

RC
A reportagem entrou em contato com a assessoria do prefeito Roberto Cláudio mas, não obteve resposta, até o fechamento desta edição.

Camilo 
Embora o resultado esteja sendo questionado pelo ex-vereador Deodato Ramalho, apoiado pela corrente da deputada federal Luizianne Lins, o governador Camilo Santana minimizou as discussões, afirmando que “faz parte da democracia interna essa disputa. Ela é salutar e engrandece o debate interno”. À imprensa, Camilo ignorou o impasse e parabenizou a vitória de Acrísio Sena.

Com informações do OE


Curtir: