Greve
Atualizado em: 16/08/2011 - 9:19 am

Professores chamam atenção para passeata através de redes sociais na internet

Os professores da rede pública estadual de ensino do Ceará promovem nesta terça-feira (16) uma passeata “em defesa da Educação Pública e de Qualidade”. A concentração do evento, a partir das 15h, será no IFCE, na avenida 13 de Maio. Os educadores cobram a implantação da Lei Nacional do Piso e estão em greve desde o dia 5 de agosto.

O sindicato APEOC, que representa a categoria, defende que a Lei Nacional do Piso Salarial deve repercutir em toda a carreira do magistério, em todos os níveis salariais. Mas a proposta apresentada pelo governador Cid Gomes prevê um sistema de readequação do Plano de Carreira dos Professores à Lei do Piso, o que, segundo os sindicalistas, não agrada a categoria.

Veja ainda:
Sindicato APEOC divulga nota sobre motivo da greve dos professores

Indignados
Os educadores reclamam ainda de uma declaração atribuída ao governador Cid Gomes. Através da mobilização nas redes sociais, os professores afirmam que o governador do Ceará teria dito que “Quem quer dar aula faz isso por gosto, e não pelo salário. Se quer ganhar melhor, pede demissão e vai para o ensino privado”. Diante desta declaração, representantes da categoria afirmam que a “resposta a Cid Gomes” será dada durante a mobilização marcada para esta terça-feira (16). 

Hora Atividade
Além da questão salarial, a Lei Nacional do Piso estabelece outros direitos aos educadores como 30% da carga horária para o planejamento das aulas. O estado contesta a determinação e aguarda pronunciamento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o assunto.

Por enquanto, os professores da rede estadual tem direito a apenas 20% e, segundo o governador Cid Gomes, não existe previsão de mudanças.

“Não estamos cogitando em alterar aquilo que é lei estadual, que é 20% da carga horária dos professores reservadas ao planejamento”, disse Cid Gomes durante entrevista no dia 14 de junho de 2011. (Confira a entrevista aqui)

Leia mais:
Professores da rede pública estadual decidem entrar em greve por tempo indeterminado 
Audiência com o governador e Sindicato APEOC acontece nesta quinta 
Negociações não avançam e professores do Estado podem deflagrar greve nesta segunda 

Siga-nos e curta-nos:
RSS
Follow by Email
Twitter
Visit Us
Follow Me