Fortaleza

Em nota, prefeitura de Fortaleza diz que vai recorrer da decisão que permitiu reajuste da tarifa de ônibus

Em nota, prefeitura de Fortaleza diz que vai recorrer da decisão que permitiu reajuste da tarifa de ônibus
Em nota, prefeitura de Fortaleza diz que vai recorrer da decisão que permitiu reajuste da tarifa de ônibus

Em nota encaminhada à imprensa, a Prefeitura de Fortaleza afirma que vai recorrer da decisão da justiça que autorizou o reajuste da tarifa de ônibus na capital cearense. No comunicado, a administração municipal diz que é contra o aumento no preço da passagem e que só tomou conhecimento do processo movido pelo Sindiônibus através de informações da imprensa.

Reajuste
Segundo liminar emitida pelo juiz Hortênsio Augusto Pires Nogueira, da Primeira Vara da Fazenda Pública, o reajuste da tarifa será de R$ 0,25, aumentando de R$ 2,00 para R$ 2,25 (a inteira) a partir de meia-noite desta terça-feira (11). A meia passagem terá valor de R$ 1,10.

Leia aqui:
Passagem de ônibus fica mais cara em Fortaleza 

Confira a nota da prefeitura na íntegra:

“Em defesa do direito de ir e vir da população, a Prefeitura de Fortaleza vem a público explicitar que é contra o aumento de passagem e recorrerá da decisão judicial que determina o reajuste da tarifa. A administração municipal informa que não tinha conhecimento do processo movido pelo Sindiônibus e que também não foi notificada oficialmente da decisão. Caso o aumento seja consolidado, a causa será, exclusivamente, por conta da decisão judicial.

Segundo liminar emitida pelo juiz Hortênsio Augusto Pires Nogueira, da Primeira Vara da Fazenda Pública, o reajuste da tarifa será de R$ 0,25, aumentando de R$ 2,00 para R$ 2,25 (a inteira) a partir de meia-noite desta terça-feira (11). A meia passagem terá valor de R$ 1,10.

Como não conhece o teor do processo, a Prefeitura tomou conhecimento de tais informações a partir da imprensa. Mesmo assim, reforça seu posicionamento contrário à decisão judicial.

O reajuste se refere apenas ao valor da tarifa convencional. Os outros benefícios de transporte conquistados na gestão da prefeita Luizianne Lins tais como a Tarifa Social e a Hora Social permanecem inalterados: R$ 1,40 e R$ 1,80, respectivamente. A tarifa da Linha Central, que tem um preço diferenciado por funcionar apenas no Centro da cidade, também não terá mudança, ficando em R$ 0,40 ( a inteira) e R$ 0,20 (a meia passagem).

Em quase oito anos de gestão, dentro da política de manutenção de uma baixa tarifa de ônibus e desoneração de impostos, a passagem sofreu apenas dois reajustes de 20 centavos: em maio de 2009, quando passou de R$ 1,60 para R$ 1,80, e em março de 2011, quando chegou a R$ 2,00″.


Curtir: