Ceará

Em Pernambuco: PT entrega 25 cargos no governo Eduardo Campos

Em Pernambuco: PT entrega 25 cargos no governo Eduardo Campos
Em Pernambuco: PT entrega 25 cargos no governo Eduardo Campos

Integrantes do PT de Pernambuco ligados ao deputado federal João Paulo Lima e Silva e ao senador Humberto Costa anunciaram na tarde de domingo (13) a entrega de seus cargos no governo Eduardo Campos (PSB).

De acordo com o senador petista, cerca de 25 membros do partido que ocupavam cargos de segundo e terceiro escalão na Secretaria Estadual de Saúde e na Empresa Pernambucana de Transporte Intermunicipal (EPTI) resolveram deixar o governo.

Não é oficial
A decisão do grupo ainda não representa a posição oficial do PT em Pernambuco, afirma Humberto Costa. De acordo com o senador, o partido fará reuniões ao longo desta semana para definir o que será feito. Segundo assessores do PT, os secretários petistas que integram o governo Campos estão divididos.

Secretários
Fernando Duarte, secretário estadual de Cultura, já se mostrou favorável à saída do PT do governo de Campos e aguarda a decisão do partido para entregar seu cargo. Já o secretário-executivo de Agricultura, Oscar Barreto, deverá manter o apoio ao governador de Pernambuco. O secretário estadual de Transportes, Isaltino Nascimento, que era petista, já havia deixado o PT para se filiar ao partido do governador socialista no início deste mês.

Prefeitura
O grupo ligado a Humberto Costa defende que todos os cargos sejam entregues em âmbito estadual e também na Prefeitura de Recife para evitar constrangimentos ao longo da campanha eleitoral.

Cordão de isolamento
Na última quinta-feira, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reuniu com a presidente Dilma Rousseff e seu núcleo político no Palácio da Alvorada e defendeu que o PT antecipasse a tática de isolar o PSB nos Estados.

Leia aqui:
Te cuida Campos: Lula se reúne com Dilma e orienta PT a isolar o pernambucano

No final de setembro, Lula chegou a pedir que petistas mantivessem diálogo com o PSB mesmo depois que membros do partido entregaram seus cargos no governo federal. Mas passou a considerar o PSB como oposição após a filiação de Marina Silva, depois que a Justiça Eleitoral vetou a criação de sua Rede.

PTB
Na sexta-feira, o PTB entregou os cargos que tinha no governo Campos e confirmou apoio à campanha de reeleição da presidente Dilma. O presidente petebista em Pernambuco, Armando Monteiro Neto, pretende disputar o governo do Estado.

Com informações da Folha


Curtir: