Ceará

Em protesto: Médicos irão cruzar os braços novamente nesta terça e quarta

José Maria Pontes é presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará
José Maria Pontes é presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará

Os médicos cearenses decidiram, após assembleia, aderir à paralisação nacional da categoria programada para esta terça (30) e quarta-feira (31). Eles também irão realizar atendimento em praça pública, além de uma caminhada e um abraço simbólico ao Hospital Geral de Fortaleza (HGF).

Reivindicações
De acordo com o Sindicato dos Médicos do Estado do Ceará (Simec), os médicos de todo Brasil farão manifestações em defesa da saúde. A categoria diz estar revoltada com as últimas medidas do governo federal. O objetivo do movimento é garantir a derrubada da MP 621/2013, que institui o Programa Mais Médicos, e dos vetos ao Ato Médico.

Nem SUS, nem Plano
Dessa vez, além do não atendimento aos pacientes que tiverem consultas ou procedimentos eletivos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), também não haverá atendimento aos pacientes de planos de saúde.

Programação
30/07 – terça-feira

  • 10 horas: Concentração no Hospital Geral de Fortaleza para dar um ABRAÇO no hospital.
  • 16 horas: Atendimento à população, panfletagem e exposição de fotos, na Praça José de Alencar.

31/07 – quarta-feira 

  • 9h30: Panfletagem em frente ao Hospital das Clínicas (Av. José Bastos).
  • 10 horas: Pediatras farão atendimento à população, na Praça do Coração de Jesus.
  • 14 horas: Atendimento à população, panfletagem e exposição de fotos, na Praça do Coração de Jesus.
  • 16 horas: Caminhada que sai da Praça do Coração de Jesus para o núcleo do Ministério da Saúde no Ceará
  • 19 horas: Assembleia Geral para avaliação do movimento e próximos passos, no CREMEC.

Curtir: