Articulação

Em reunião com demitidos do BNB, deputado Chico Lopes reforça mobilização pela reintegração dos trabalhadores

Em reunião com demitidos do BNB, deputado Chico Lopes reforça mobilização pela reintegração dos trabalhadores
Em reunião com demitidos do BNB, deputado Chico Lopes reforça mobilização pela reintegração dos trabalhadores

O deputado federal Chico Lopes (PCdoB) recebeu, em seu escritório político em Fortaleza, servidores demitidos do Banco do Nordeste que reivindicam a reintegração ao banco. O deputado informou sobre as atuais perspectivas de articulação para aprovação, na Câmara Federal, do projeto que reintegra esses trabalhadores, desligados da instituição financeira, entre 1995 e 2002, entre outros servidores que sofreram perseguição, assédio moral, injustiças e arbitrariedades por parte da direção do banco à época.

“O projeto de lei que reintegra os servidores está na Comissão de Finanças e Tributação, da Câmara dos Deputados, com parecer favorável. Agora no começo do ano, houve mudança na composição da comissão. Vamos manter diálogo com o deputado que vier a assumir a relatoria do projeto, para garantir o parecer favorável ao projeto e tentar votar e aprovar essa matéria na comissão”, afirmou Chico Lopes.

Burocracia
“O trâmite burocrático no Congresso é pesado. São muitas matérias e, sem haver interesse direto do governo, há um longo tempo para aprovação”, destacou o advogado Heider Vasconcelos, que acompanha o caso como consultor da AFBNB, propondo a integração de mais integrantes da bancada federal cearense para buscar apoio para a causa dos pedevistas.

Mobilização continua
Sousa Júnior, um dos servidores prejudicados, apresentou proposta de chamar atenção para o fato de um grupo de 31 servidores, que entraram com ação judicial contra o BNB, terem sido chamados pela instituição financeira para reintegração, em 2009. “Proponho iniciar negociação envolvendo as entidades dos funcionários do BNB e os parlamentares, principalmente os autores do projeto, para discutir a possibilidade de estender o benefício que foi dado a 31 servidores, que entraram com ação judicial, para beneficiar também os demais servidores que lutam pela reintegração”, sugeriu.

E ainda
Rita Josina, presidente da AFBNB no Ceará, ressaltou a participação da Associação em todas as atividades envolvendo a causa dos demitidos do BNB. “A questão é política, e somente política. Temos que fazer uma grande mobilização. A reintegração dos demitidos tem que ser pautada em reunião com o novo presidente do Banco do Nordeste. Precisamos cobrar da nova gestão qual o tratamento que vai ser dado a essa questão”, defendeu.

Com informações da Assessoria


Curtir: