Fortaleza

Em tramitação na Câmara de Fortaleza, LOA prevê R$ 7,6 bilhões para diferentes áreas

Em tramitação na Câmara de Fortaleza, LOA prevê R$ 7,6 bilhões para diferentes áreas

O projeto de Lei Orçamentária Anual de 2018 já tramita na Câmara Municipal de Fortaleza, desta a última quarta-feira (11), quando foi entregue pelo titular da Secretaria Municipal de Planejamento, Philipe Nottingham, ao presidente do Legislativo, vereador Salmito Filho (PDT).

A proposta possui um orçamento de R$ 7,559 bilhões para serem distribuídos em diversas áreas, dentre elas, saúde, educação, cultura e trabalho.

Na ocasião da entrega, Nottingham explicou aos vereadores que o projeto da LOA 2018 é o primeiro recorte do Plano Plurianual 2018-2021 e que também já incorpora as diretrizes do Fortaleza 2040, para que a Prefeitura de Fortaleza possa ter um referencial e realizar planejamento a longo prazo.

Participação
O titular da Secretaria Municipal de Planejamento explicou também que a proposta teve ampla participação da sociedade, desempenhando um papel importante na discussão das ações a serem priorizadas. “Este plano incorpora mais de 50% das ações que foram priorizadas nos Fóruns de participação popular. É um avanço significativo”, ressaltou.

Debate
Após a entrega dos dois volumes do projeto da LOA, Salmito Filho afirmou que agora é a vez do Poder Legislativo se debruçar sobre o projeto, que será encaminhado para duas comissões da CMFor, Comissão de Orçamento e Comissão de Constituição e Justiça. “A Câmara Municipal vai agora conhecer, discutir e debater o projeto dentro das Comissões, realizaremos audiências públicas, encontros e os vereadores de Fortaleza terão oportunidade de conhecer e até apresentar sugestões, propostas e emendas para contribuir e melhorar o projeto que será a Lei Orçamentária Anual”, destacou.

Audiências
O presidente da Comissão de Orçamento, vereador Renan Colares (PDT) e o presidente da Comissão de Constituição e Justiça, vereador Gardel Rolim (PPL) ressaltaram que vão trabalhar para discutir a melhor aplicabilidade dos recursos públicos para 2018, por meio de várias reuniões e audiências públicas.

Com informações da CMFor


Curtir: