Banheiros Fantasmas, Ceará, Corrupção
Atualizado em: 12/09/2011 - 7:25 pm

Banheiro "parcialmente" construído em Pindoretama. Foto: reprodução TV Jangadeiro

Nas cerca de 400 páginas produzidas durante a sindicância da Secretaria das Cidades sobre o envolvimento de servidores no escândalo dos Banheiros Fantasmas, apenas três nomes aparecem como responsáveis por irregularidades.

Acompanhe abaixo o que diz a secretaria das Cidades sobre os três servidores exonerados:

Fábio Castelo Branco Ponte Araújo está sendo indiciado por ordenar o pagamento da parcela no valor de R$ 200 mil, referente ao segundo repasse previsto no convênio. Como a Associação não apresentou a prestação de contas, o pagamento não poderia ser feito.

Detalhe: Fábio Castelo Branco, gerente Financeiro da Adece – Agência de Desenvolvimento do Ceará, já havia sido exonerado do cargo logo que as denúncias vieram a público.

Francisco Irapuan Lima está sendo indiciado por suspeita de inserir informações falsas que permitiram a mudança do status “inadimplente” para “adimplente” no sistema financeiro, o que permitiu o pagamento irregular da segunda parcela.

João Paulo Pintombeira está sendo indiciado por elaborar relatório técnico atestando que a execução dos kits sanitários estava em andamento, fato que não se confirmou durante a visita das equipes de fiscalização da Secretaria das Cidades.

Leia mais:
Banheiros Fantasmas: Camilo nega envolvimento mas exonera três servidores após sindicância
Agora vai? Secretaria das Cidades promete divulgar sindicância sobre escândalo dos banheiros nesta segunda 

Téo Menezes adia pela segunda vez depoimento no caso do escândalo dos Banheiros
Banheiros Fantasmas: promotor diz que Bradesco sonega informações

Assista à reportagem exibida no Jornal Jangadeiro 2ª edição:

Siga-nos e curta-nos:
RSS
Follow by Email
Twitter
Visit Us
Follow Me