Eleições 2014

Eunício diz que esperava reciprocidade de Cid Gomes

Eunício diz que esperava reciprocidade de Cid Gomes
Eunício diz que esperava reciprocidade de Cid Gomes

Durante encontro em Crateús, no sábado (10), o senador Eunício Oliveira (PMDB) disse que não teve reciprocidade por parte do governador Cid Gomes (Pros) e minimizou participação do seu partido no governo do Estado, afirmando que a legenda ocupava “apenas” quatro espaços e ressaltou diferenças do jeito de governar de Cid Gomes.

Diferença
“Eu não tenho projeto pronto e acabado dentro de gabinete. Meu estilo é diferente, eu gosto de rua, eu gosto de pessoas. O governador Cid Gomes tem uma formação diferente da minha. Ele é engenheiro. Ele acha que fazer um prédio de 20 andares e equipar esse prédio é algo resolvido. Eu acho diferente: eu acho que aquele prédio é essencial, mas a minha formação é humanista. Ciências humanas gosta de povo, gosta de gente”, disse Eunício, ao ser questionado pela imprensa.

Sem reciprocidade
Eunício afirmou ainda que a candidatura do PMDB é irreversível e que esperou reciprocidade do governador Cid Gomes. E, portanto, não houve rompimento por parte do PMDB. Segundo ressaltou, o partido aguardou uma resposta e não aconteceu.

Entrega de cargos
O PMDB esperava um decisão do governador até o último dia 30 de abril, como não aconteceu entregou os cargos que ocupava na gestão estadual, para que o senador possa negociar livremente com siglas da base e da oposição apoio à sua candidatura ao Governo.

Nem Lula, Nem Dilma
Eunício disse ainda não acreditar que o ex-presidente Lula e a presidente Dilma Rousseff venham fazer campanha para o candidato que Cid lançar.


Curtir: