Polêmica

Eunício diz que refinaria foi vendida “como moeda política” e dispara: “É uma vergonha”

Eunício diz que refinaria foi vendida "como moeda política nas eleições de 2014" e dispara: "É uma vergonha"
Eunício diz que refinaria foi vendida “como moeda política nas eleições de 2014” e dispara: “É uma vergonha”

O senador Eunício Oliveira (PMDB) não economizou nas críticas ao comentar a decisão da Petrobras de abandonar o projeto de construção da Refinaria Premium II, no Ceará. O peemedebista ressaltou que o empreendimento foi usado “como moeda política nas eleições de 2014”.

Sobre os recursos investidos para viabilizar a obra, Eunício reclama: “Muito suor e muito dinheiro, R$ 657 milhões dos cearenses, foram utilizados em uma refinaria que virou pó.”

Façanhas
O senador ainda conclui, sem citar nomes, que  gestores sejam responsabilizados. “Avalio que todos os autores dessas façanhas devem vir à público dar as devidas explicações e sejam responsabilizados”, ressalta Eunício.

Saiba mais:
Petrobras desiste da implantação de refinaria no Ceará
Refinaria: Governo repudia decisão da Petrobras e Camilo solicita audiência com Dilma
Gomes de Matos afirma que Dilma “enrolou” Cid Gomes com promessa de Refinaria
Cid Gomes diz que fez tudo o que podia para construção de Refinaria Premium II
Deputado diz que adiar construção de Refinaria no Ceará é “calote”

Na íntegra
Acompanhe abaixo a declaração de Eunício, em nota, sobre a decisão da Petrobras.

“É uma vergonha que um investimento tão importante tenha sido tão mal planejado e gerenciado e encerre de maneira decepcionante o sonho da refinaria no Ceará. Muito suor e muito dinheiro, R$ 657 milhões dos cearenses, foram utilizados em uma refinaria que virou pó. Sonho que foi vendido inclusive, como moeda política nas eleições de 2014 aqui no Estado. Avalio que todos os autores dessas façanhas devem vir à público dar as devidas explicações e sejam responsabilizados”. Senador Eunício Oliveira.


Curtir: