Polêmica

Ex-diretor da Petrobras teria citado Cid em delação premiada

Ex-diretor da Petrobras teria citado Cid em delação premiada. Foto: Agência Brasil
Ex-diretor da Petrobras teria citado Cid em delação premiada. Foto: Agência Brasil

A revista IstoÉ que chega as bancas de todo o país neste final de semana destaca um novo capítulo no esquema de desvio de verbas envolvendo a Petrobras. Na delação que fez à PF, o ex-diretor da empresa, Paulo Roberto Costa, mencionou dezenas de políticos cujos nomes (pelo menos parte deles) chegaram a ser publicados por revistas e jornais nacionais.

Agora, a revista IstoÉ coloca mais lenha na fogueira e relata que Paulo Roberto teria mencionado o governador Cid Gomes, do Ceará, com quem negociou a instalação de uma minirrefinaria no Estado. O projeto seria apenas uma fachada para um esquema de lavagem de dinheiro por meio de empresas que nunca sairiam do papel, conforme ISTOÉ denunciou em abril.

Armação
O governador, no entanto, nega qualquer envolvimento. “Não sei quem é Paulo Roberto. Nunca estive com esse cidadão e sou vítima de uma armação de adversários políticos”, disse o governador Cid Gomes à ISTOÉ na tarde da sexta-feira 12. Em contato com o blog, a assessoria de Cid disse que o suposto envolvimento não é verdade e que o governador deve entrar com um processo contra a revista.

Sem provas
Até o momento, o ex-diretor da Petrobras contribuiu apenas com a apresentação de nomes na chamada delação premiada. Mas, para se livrar dos 50 anos de prisão que teria de pagar pelos seus crimes, Paulo Roberto Costa terá de trazer provas do que fala.

Com informações da IstoÉ


Curtir: