Eleições 2014

“Ey, ey, Eymael, um democrata cristão…” será candidato à presidente pela 4ª vez

“Ey, ey, Eymael, um democrata cristão...” será candidato à presidente pela 4ª vez
“Ey, ey, Eymael, um democrata cristão…” será candidato à presidente pela 4ª vez

Eymael, “o democrata cristão”, quer ser mais do que o candidato de um dos jingles mais antigos de campanhas eleitorais brasileiras. O sonho, diz ele, é o mesmo: ser presidente do Brasil. Aclamado pelas lideranças do Partido Social Democrata Cristão (PSDC), o gaúcho de 73 anos pretende disputar o cargo pela quarta vez, no ano que vem.

Pouco tempo
Como em 2010, Eymael não terá mais do que 1 minuto para aparecer na tevê. No pouco tempo que lhe cabe, pretende explorar as propostas da legenda, sem deixar de lado, claro, a musiquinha-chiclete que o tornou conhecido.

Chiclete
José Maria Eymael se orgulha do jingle que, conta ele, empolgado, desperta a atração das crianças e faz as pessoas o pararem na rua para cantarem juntos. Se o “Ey, ey, Eymael, um democrata cristão…” é mais famoso do que ele próprio, o sempre candidato responde: “Já foi. Hoje, fica empatado”, avalia ele, que foi deputado federal por São Paulo por dois mandatos, entre 1986 e 1994.

Virou grife
Animado com o que chama de “avanço do partido”, Eymael diz que “a democracia cristã virou grife” e, por isso, tem sido cortejado por “adversários competitivos”. Mas a ideologia do PSDC, defende Eymael, é tão arraigada que não há espaço para alianças. “Tudo tem o seu tempo. A fase da reconstrução do partido é passou. Chegou a hora de disputar a eleição para ganhar”, comenta o septuagenário, que já é bisavô.

Com informações do Correio Braziliense


Curtir: