Ceará

Famílias cearenses esperam evento com Dilma para receber unidades do Minha Casa, Minha Vida

Famílias cearenses esperam evento com Dilma para receber unidades do Minha Casa, Minha Vida. Foto: Agência Btasil
Famílias cearenses esperam evento com Dilma para receber unidades do Minha Casa, Minha Vida. Foto: Agência Btasil

Quase 400 famílias de Pacatuba, na região metropolitana de Fortaleza (CE), aguardam há um mês a visita da presidente Dilma Rousseff na cidade. Na ocasião, eles receberão as chaves das novas moradias do programa Minha Casa, Minha Vida.

As obras foram concluídas em janeiro. Os contemplados pelo programa sabem, desde o início de fevereiro, exatamente em qual casa vão morar, mas estão proibidos de fazer a mudança enquanto não for realizada a cerimônia oficial de entrega.

Festa?
O prefeito de Pacatuba, José Alexandre Alencar, que é filiado ao Pros, partido da base aliada de Dilma e comandado no Estado pelo governador Cid Gomes, diz que tudo está pronto para a “festa”. A convidada de honra, porém, ainda não arrumou horário na agenda e, por isso, a visita e a entrega das casas ainda não ocorreu.

Agenda
“Entendemos que a agenda da nossa chefe maior é uma loucura. Ela tem muita coisa para fazer no Brasil e no mundo. Está difícil conciliar”, afirmou Alencar. O prefeito disse ter feito uma peregrinação na capital federal com o intuito de adiantar a data da inauguração e pediu a ajuda de um deputado, mas a expectativa é de que a solenidade oficial só ocorra em abril. Na quarta-feira, dia 19 de março, Dilma estará em Fortaleza, mas o empreendimento em Pacatuba ainda não entrou no roteiro oficial.

Pessoalmente
A presidente faz questão de estar presente nas inaugurações do Minha Casa, Minha Vida, principal programa de sua gestão. Nessas ocasiões, Dilma distribui beijos, tira foto com os beneficiários e ressalta o carro-chefe de sua administração.

Mais de 1,5 milhões
Em Araguaína, no Tocantins, Dilma disse que o programa entregou 1,5 milhão de casas e já contratou mais 1,6 milhão de unidades. A presidente afirmou ter certeza de que ainda vão ser contratadas mais 500 mil casas até o fim deste ano, para cumprir a meta de entregar 2,7 milhões de moradias.

Pacatuba
O residencial Pacatuba será o primeiro empreendimento totalmente financiado pelo Banco do Brasil entregue no País. A instituição está acompanhando todos os detalhes para que a inauguração não seja de fachada. Por isso, a insistência para que a presidente participe da inauguração.

Custos
Além de deixar ansiosos os beneficiários do programa, a demora para o lançamento do empreendimento tem custos para a construtora responsável pela obra. “Estamos preocupados com invasão. Não aguento mais, quero entregar essa obra logo”, diz André Montenegro, dono da Morefácil. Ele afirma que a empresa gasta desde o início do ano R$ 60 mi por mês com vigilância e manutenção. Enquanto as casas não são entregues, a responsabilidade pelo empreendimento continua sendo da empresa. Cabe a ela, por exemplo, arcar com os reparos em caso de vandalismo provocado por invasões.

Com informações da Agência Estado


Curtir: