Denúncia
Atualizado em: 03/08/2011 - 9:31 pm

Deputado estadual Fernando Hugo (PSDB) no plenário da Assembleia

O deputado Fernando Hugo (PSDB) levantou suspeitas, nesta quarta-feira (03/08), em pronunciamento na Assembleia Legislativa, sobre construtoras, que após o pleito passam a se beneficiar com contratos de obras públicas.

O parlamentar citou uma licitação, avaliada em R$ 138 milhões, com a empresa Citeluz, que estaria irregular. Segundo ele, haveria falhas nos critérios de definição das pontuações do certame licitatório. Tais irregularidades favoreciam a Citeluz.

“Na concorrência, a empresa deverá ter conhecimento de todos os pontos de iluminação de Fortaleza. Esses dados ninguém tem, com exceção da Citeluz, demonstrando um claro favorecimento a uma das concorrentes”, frisou.

O deputado tucano disse que o mais preocupante é que não está sendo contratada a empresa com o menor preço, e os critérios técnicos impostos pela licitação são amarras criadas para assegurar a vitória da Citeluz no certame.

“Desse jeito dá pra eleger até estaca de cerca a prefeito de Fortaleza. Pelo menor preço, seriam economizados pelo menos R$ 35 milhões”, disse Fernando Hugo.

Em aparte, o deputado Roberto Mesquita (PV) avisou que a taxa de iluminação pública em Fortaleza é maior do que o IPTU.

“Esse assunto é tão escabroso, que a Coelce foi inabilitada nessa licitação. Isso se iniciou em 2001, na administração de Juraci Magalhães. A prefeita era contra esse contrato, mas foi revitalizado por mais cinco anos e agora termina”, criticou.

Com informações da Agência de Notícias da AL

Siga-nos e curta-nos:
RSS
Follow by Email
Twitter
Visit Us
Follow Me