Ceará

Férrer pede a Camilo que desista da “insanidade” do Acquario e realize plebiscito

Empréstimo de 105 milhões de dólares não foi realizado e conclusão da obra poderá representar um acréscimo de mais de 300 milhões de reais ao cofres públicos cearenses, segundo o parlamentar. Foto: Máximo Moura/AL
Empréstimo de 105 milhões de dólares não foi realizado e conclusão da obra poderá representar um acréscimo de mais de 300 milhões de reais ao cofres públicos cearenses, segundo o parlamentar. Foto: Máximo Moura/AL

Em pronunciamento, na manhã desta terça-feira (24), na Assembleia Legislativa, o deputado Heitor Férrer (PDT) fez um apelo ao Governo do Estado para que não dê continuidade “a essa insanidade que é a construção do Acquario Ceará”.

Segundo informação do Conselho de Financiamento Externo, trazida pelo parlamentar ao plenário, o empréstimo de 105 milhões de dólares, pedido pelo governo estadual ao Export-Import Bank of the United States para a realização da obra, ainda não foi feito e a continuidade dos trabalhos representará um acréscimo de mais de 300 milhões de reais aos cofres públicos cearenses, além dos 125 milhões de reais gastos até agora no empreendimento.

“Estamos fazendo um equipamento caríssimo, pago pela carteira do povo do Ceará, que vai gerar emprego não para nós cearenses, mas para o estado americano. Portanto, o pedido que se faz é que, diante do prejuízo já estabelecido, parar com essa obra seria o melhor caminho. O povo do Ceará terá como arcar com esses gastos? É justo que tenhamos que priorizar uma luxuosa casa de peixe diante de tantas tragédias que o Ceará enfrenta em termos de Saúde, Educação e Segurança Pública? Portanto, governador Camilo, desista dessa insanidade administrativa”, pediu Heitor Férrer.

Prioridade
Para o deputado, o Acquario é tido como um “capricho governamental” e governo está insistindo numa “verdadeira barbaridade e inversão de prioridades” ao dar continuidade à construção do equipamento. De acordo com os dados apresentados pelo parlamentar em seu pronunciamento, a construção da obra sem o financiamento do banco norte-americano poderá custar 425 milhões de reais para o Ceará, fora os 16 milhões de reais que serão gastos para a construção da termelétrica para o equipamento e o estacionamento da obra, que ainda não foi orçado.

Plebiscito
Em seu discurso no plenário, Heitor Férrer cobrou ainda que Camilo Santana realize um plebiscito para consultar a população sobre a construção do Acquario, promessa do ex-governador Cid Gomes. O parlamentar ressaltou que, embora muito polemizada, a obra não foi fiscalizada e foi tida erroneamente como prioridade para o estado. “É a maior obra hídrica que não vai dar uma gota d´água para o ser humano. Poderiam ser construídos 20 mil poços profundos, mas o dinheiro é empregado para construir uma casa para peixe”, afirmou.


Curtir: